Do you speak English? | Parlais vous Français?

Eu e o mundo ou o mundo em mim

A ideia de que sou diferente, que não faço parte do mainstream, que a minha alma é de outra natureza que não a dos que me rodeiam faz-me sentir triste. Por isso mesmo, evito pessoas que se auto-intitulam de muito radicais e saí de grupos que se constroem com base na diferença e por isso a reforçam.

Parece-me que, sentir-me integrada, parte do todo, me ajuda a sentir-me melhor comigo e com o mundo.

Há muita coisa mainstream que me agrada e muita coisa freak ou radical que me desagrada.




Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

1 comment:

  1. Como eu compreendo o que diz... Eu por mais que às vezes me possa sentir diferente, prefiro não reforçar essa diferença... Gosto que as pessoas em geral me vejam como igual... Por isso também opto por sem deixar de ser quem sou, não tentar assumir incondicionalmente que tantas vezes me sinto diferente...

    ReplyDelete