Do you speak English? | Parlais vous Français?

How to Improve Your Marriage Without Talking About It


Estou a ler o How to Improve Your Marriage Without Talking About It. Algures lá pelo meio tem duas listas de perguntas para responder "verdadeiro" ou "falso".

A primeira: "fear, isolation, deprivation" é para mulheres.

A segunda: Shame, adequacy, failure" é para homens.

A resposta a estas questões, ajudam-nos a perceber as vivências passadas que condicionam a forma como estamos nas relações presentes. (
http://www.tantor.com/Extras/B0554_ImproveMarriage/B0554_ImproveMarriage_PDF_1.pdf)

Segue-se (no mesmo link na pag 8) uma lista que afirmações para respondermos com verdadeiro ou falso. 
Todas elas remetem para coisas que nós, mulheres -  fazemos nas nossas relações amorosas - devido ao nosso condicionamento para o medo - que estão a matar-las dado que espoletam, nos nossos companheiros, a vergonha, sentimento de desadequação e fracasso. Podem ser "formas de estar na vida" ou sentimentos que as mulheres experenciam, sem o verbalizarem ou mostrarem fisicamente, como podem ser acções que levam os homens a sentir vergonha e, por isso, a esconderem-se, calarem-se, defenderem-se, transformarem-se naqueles muros de silêncio que não conseguimos transpor.

Quanto mais o homem tiver sido "envergonhado, magoado, criticado" na infância e juventude, mais sensível estará às alterações de humor e julgamentos da sua mulher. Quantas vezes nos perguntamos, "mas porque é que ele se fecha, esconde, ataca, quando eu estou mal?" ou "porque é que ele se porta como um idiota quando eu estou com o período?" ou ainda, "porque é que ele não me apoia quando eu mais necessito?" Perceber bem todas as coisas que fazemos e dizemos, mesmo sem nos apercebermos (da lista da pag 8, link acima) ajuda-nos a compreender as quantidades de vezes que fazemos os nossos homens sentirem-se humilhados e porque necessitam eles de responder com fuga, silêncio, agressão.

Claro que também há uma listinha deste género para eles. Não encontrei em pdf e não estou com tempo para a transcrever mas será o que farei em breve.

Este não é um caminho de culpabilização da mulher, só tenho no pdf metade da história.
 
A maioria das vezes, as agressões e criticas dela (ainda que inconscientes e apenas consubstanciadas num sentimento disperso de tristeza) advém do medo que as acções e estados de humor dele lhe provocam. Quando ela sente medo, ele sente vergonha por não ser capaz de a "fazer feliz" e isola-se, fecha-se, ataca o que só aumenta o medo e ansiedade dela.

Ela pode parar as agressões e tornar-se uma pessoa muito alegre e optimista mas se ele continuar a ter atitudes de distanciamento, fechamento, se ele continuar a ser o tal "muro intransponível", se ele continuar a procurar e dar carinho apenas quando pretende envolvimento sexual, se ele continuar a sentir-se inferiorizado e diminuído por amigos, familiares, colegas de trabalho ou até mesmo por ela - como reacção automática e não necessariamente por ter sido acossado - ela vai, como resposta automática, sentir medo e ansiedade o que aumentará a sensação de desadequação dele e lá vamos nós para o centro do tornado. Outra vez???? ufaaaaa, que cansativo, não é?

Fica o link com estas e outras questões a explorar. Aqui estão apenas alguns dos questionários e exercícios.

http://www.tantor.com/Extras/B0554_ImproveMarriage/B0554_ImproveMarriage_PDF_1.pdf

Aqui encontram o livro no google: http://books.google.pt/books/about/How_to_Improve_Your_Marriage_Without_Tal.html?id=0B3aezW1TVUC&redir_esc=y
 
Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

1 comment: