Do you speak English? | Parlais vous Français?

A menina e o mocho


Até aos dois anos e meio - altura em que fui para o colégio de freiras - estava entregue aos cuidados de uma família vizinha: Avó, mãe e 3 filhas e 1 filho, revezavam-se para "olhar pela criança" que lhes desarrumava a casa e complicava o quotidiano.

Contam elas, entre gargalhadas - as filhas que a avó já morreu e, em vida, era de poucas palavras - que eu era "imparável", "terrível", "estragava tudo em que punha a mão", "atirava-me de cabeça pala escadaria abaixo", "caia de cabeça dentro do tanque cheio de água", "tirava tudo de dentro dos armários e espalhava pela casa", "nunca dormia", "não parava quieta".

Elas, quando "tinham o que fazer" - ou seja, todo o dia - punham-me, a pé, em cima de um banco mocho e iam advertindo "não te mexas senão cais", "fica quieta ou vais para o hospital", "porta-te bem", "olha que eu digo à tua mãe que te portaste mal", "não chores, queres apanhar? Já te dou motivos para chorares" e eu, ali ficava, a chorar, chorar, chorar, até desistir e me calar.

Lembro-me de muito pouca coisa da minha infância mas, tenho muito nítida a imagem das costas da senhora, a moverem-se enquanto lavava a loiça, e do medo que tinha de cair do banco abaixo.

Muitas vezes os meus pais chegavam e levavam-me para casa, directamente do banco mocho.

Queixar-me não era uma opção. Estar em cima do banco, com medo de cair, era visto como "normal" e cresci a ouvir contar esta história como se de uma piada se tratasse. Aliás, era uma solução genial que conseguia domar a "danada da miúda".

Nenhuma das pessoas envolvidas nesta história o fazia "por mal", era ou é "má pessoa" e nenhuma delas imagina sequer as consequências que a repetição desde acto de violência teve sobre mim. Eu mesma não o sabia até muito recentemente.

Sempre que me encontro numa situação de crise, humilhação, sofrimento, perda - ou qualquer outra que espolete emoções negativas - sinto uma grande urgência em "fazer algo", "agir",  "resolver tudo" mas, invariavelmente, fico petrificada, reajo com uma enorme crise de ansiedade, perco o equilíbrio e desisto. Quando desisto, penso e verbalizo "está tudo bem, fico quieta e calada e isto passa".

Eis que, recentemente, depois de ter dito as palavras mágicas "quieta e calada que isto passa" (e começar a dizê-las já foi um passo de gigante, pois só as pensava e me atormentava com elas), senti, com muita clareza, a falta de equilíbrio, o desamparo, o medo, a impotência e fui transportada para cima do banco mocho. Foi a primeira vez que se fez uma ligação directa entre o que estou a sentir agora e o que sentia em cima dodo banco.

É verdade que as crianças "aguentam tudo", "são resistentes",  que também nós e os nossos pais "passamos por muito e estamos aqui" a questão é, como é que estamos aqui? Com que emoções reprimidas, com que memórias, com que reacções ao que nos é proporcionado no quotidiano, com que capacidade de co-criação, com que nível de reflexividade sobre nós e sobre o mundo?

Que mochos trazemos no coração e que influência "eles" tem sobre o que somos?

Imagem: http://puracal.blogspot.pt/p/reuse.html

Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Círculo de Pais da Mouradia - Início da 3 de Março







CÍRCULOS DE PAIS - MOURADIA | Beco do Rosendo:

PRIMEIRO CÍRCULO - 3 DE MARÇO


Objectivo: promover a partilha entre grávidas, pais e mães, familiares e amigos dos bebés e crianças.

Bebés e crianças são bem-vindos.


Quando: Domingos das 11:00 às 13:00
Valor de troca: 3 euros por sessão ou 10 euros por mês

O que deve trazer: roupa confortável, boa disposição, vontade de partilhar e muitas dúvidas, se as tiver.

O que esperar dos círculos: partilha descontraída, chá e bolinhos e/ou fruta da época, resposta cuidada às suas dúvidas e questões sempre que possível/solicitado, com a participação de especialistas.


Participação sujeita a inscrição através dos seguintes contactos:
Telefone: 922191892
e-mail: geral@renovaramouraria.pt

Existem bolsas e serviços de trocas para quem o valor de troca para participação no círculo possa ser impedimento. Contactar directamente a MOURADIA.

Mais informações sobre o projecto de Saúde para Tod@s na Mouraria. Consultar o Website da Associação Renovar a Mouraria



Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

A escola, a biblioteca, a lua e o castigo


Ao deitar:

Eu - "amanhã vamos à escolhinha do Y.?"

Ele - "boa, vamos"

Eu - "ficas lá a brincar com os meninos? vai ser fixe"

Ele - "não, num fico"

Eu - "ai não? então o que ficas lá a fazer?"

Ele - "Fico a ver livros... a pintar... contigo"

Eu - "humm, isso faz-ne na biblioteca, não é na escola"

Ele - "é isso, amanhã vamos à biblioteca, não vamos à escolinha do Y"

....

Quase a adormecer:

Ele - "... mamãaaaa... achas que podemos pegar numa escada de lua e ir com o Y e o B., para a lua, brincar? assim o E. não nos consegue apannhar e não nos pode atirar ao chão"

Eu - "podemos tentar, é uma ideia engraçada"

Ele - "mamãaaaaaa, o pai do E. vai pô-lo de castigo, não vai?"

Eu - "vai? o que é pôr de castigo?"

Ele - "é ajuda-lo a ficar calminho"

Eu - " e como é que isso se faz?"

Ele - "assim, pega nele ao colo e ... (sussurro) fica calminho.... fica calminho...."

Eu - "se calhar vai"

 http://olivroinfantil.blogspot.pt/2011/04/e-ha-50-anos.html
Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

O lar e o optimismo

"Of all modern notions, the worst is this: that domesticity is dull. inside the home, they say, is dead decorum and routine; outside is adventure and variety. but the truth is that the home is the only place of liberty, the only spot on earth where a person can alter arrangements suddenly, make an experiment or indulge in a whim. the home is not the one tame place in a world of adventure; it is the one wild place in a world of set rules and set tasks. "
--- g.k. chesterton

 
E, um excelente artigo sobre o optimismo

http://www.mrmoneymustache.com/2012/10/03/the-practical-benefits-of-outrageous-optimism/


Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Jardinar

᠅ Mandala ᠅ - Observar, sem apego, sem vontade, sem distância, observar, reconhecendo as coisas como são, porque são assim. Quanto mais aprendermos a observar, mais mandalas encontraremos.
 


"Miraculous is a continual state when you are a gardener."


Old Moss Woman's Secret Garden

Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Receitas Naturais para auxiliar no tratamento da candidiase externa

O objectivo das receitas que se seguem é auxiliar no tratamento da candidiase o que não implica a resolução do problema de base que está a causar o desiquilibrio da cândida albicans.

Há causas e vias de acção principais para o desiquilibrio da cândida albicans:
- Alimentar - para saber mais sobre as causas alimentares (inclui intoxicação e debilidade do sistema imunitário pordoença/ medicação) - http://wantamiracle.blogspot.pt/2011/11/candida-albicans.html

- Emocional  - para saber mais sobre as cusas emocionais e sua cura - http://wantamiracle.blogspot.pt/2013/02/as-causa-emocionais-da-candidiase-cura.html


Receitas naturais para auxiliar no tratamento da candidíase:

Receita N.1

"1 copo de água
10 gotas de própolis (sem álcool)
10 gotas de tintura de calêndula
1 colher de café de bicarbonato de sódio

Injetar metade desta solução na vagina com uma seringa (sem a agulha, óbvio) e lavar a área externa com o restante. Fazer por três dias consecutivos

_____________________________________________________________________________
 

Receita N.2

- Óleo de melaleuca (tea tree)
Pingar 3 gotas na calcinha depois do banho.

_____________________________________________________________________________
Receita N.3

- Água
- Bicarbonato de sódio
- 2 gotas de Tea tree

Em um vidrinho com spray (uns 100mL) , colocar água com um pouco de bicarbonato e duas gotinhas de óleo essencial de Tea Tree (fungicida e bactericida), para borrifar a vagina quando sinto que está ácida e suscetível a Cândida.

_____________________________________________________________________________
 

Receita. N.4
Banho de assento com água morna e folhas frescas de orégano para aliviar o desconforto. Fazer chá, escaldando as folhas frescas do orégano e depois por numa bacia limpa e grande, temperando essa água com as folhas com água fria, e ali ficar assentada por uns 20 minutos.

_____________________________________________________________________________
Receita N.5. (fazia parte da compilação disponível no grupo Fármacia cá de Casa e por isso a incluo aqui mas, desaconselho por conter trigo, um dos principais causadores de desiquilíbrio de cândida).

Rejuvelac (Próbiótico de trigo)
Método Fácil:
- 1 parte de trigo
- 3 partes de água
Lavar em água filtrada o trigo, deixar de molho num pote de vidro na razão de 1 parte de trigo por 3 partes de água filtrada ou mineral por 24 horas.
Retirar a água fermentada (Rejuvelac) e armazenar no refrigerador por no máximo 3 dias.
Encher o pote de vidro de água com o trigo mais uma vez na mesma razão e deixar de molho por mais 24 horas, retirar o Rejuvelac e armazenar no refrigerador por no máximo 3 dias.
Utilizar o trigo como adubo para as plantas.
- Uso interno e externo.
Interno: Beber o Rejuvelac.
Externo/interno: Aplicar internamente (com a pêra ginecológica ou ampola sem agulha) na vagina, para fornecer defesas a flora.

_____________________________________________________________________________
Sopa anti-Cândida

Ingredientes: Uma Cabeça de Alho, Meia Cebola, Gengibre, Ervas Aromáticas, Ovos, Azeite, Sal.

Preparação: Refoga-se um pouco apenas o alho e cebola partidos aos bocados pequenos e logo depois junta-se a água deixando cozinhar uns minutos, o suficiente apenas para que se possa usar a "varinha mágica" e desfazer tudo ou quase tudo, como gostarem.
Com a sopa passada pela varinha mágica adiciona-se o Gengibre que eu utilizei em pó. Junta-se também mais alguma especiaria que se goste e com efeito anti-cândida como cravinho, hortelã pimenta, tomilho etc (pode ver várias no menu á direita do blog).
Junta-se Ovo que tem muita biotina na gema e é anti cândida além de fornecer proteínas que fazem falta numa dieta anti-cândida e prontos está feita uma sopa que para mim ficou deliciosa e é segura para quem tem Candidíase.

Fonte: http://amigascandidas.blogspot.com/2009/05/culinaria-sopa-para-candida.html
_____________________________________________________________________________

Ducha vaginal com vinagre
-1 colher de sopa de vinagre de maçã ou cidra em 1/2 litro de água morna alivia coceira e queimação, e deve ser completada por uma aplicação vaginal de iogurte natural (Receita: http://www.recordriopreto.com.br/portal/noticias/NDQ2MQ==/receita-de-iogurte.html)

_____________________________________________________________________________

Absorvente de argila:

#Sugiro se que adapte esta receita ao absorvente de tecido:

"*Utiliza-se o absorvente para disfunções do útero, ovários, bexiga, próstata, rins, reto e uretra. Ele é eficaz também nos casos de calor, coceiras e odores da área genital, mesmo que esses sintomas sejam efeitos colaterais de outros tratamentos.

Essa técnica pode ser aplicada em crianças, homens e mulheres.
Preparação:
1. Cortar uma extremidade do absorvente.
2. Abrir, ou separar o “meio“ do absorvente, ou seja, abrir espaço, ou um vão entre as camadas que formam o absorvente, sem desmanchá-lo por inteiro.
3. Colocar num copo, 1 dedo e meio a 2 de água e 1 colher de chá de argila verde ou cinza de boa marca (Terra Viva ou Rainha). Misturar bem.
4. Adicionar essa mistura dentro do absorvente que foi aberto. Apertar de leve o absorvente para espalhar essa água argilosa por todas as suas partes.
Recomendações:
É indicado dormir com o absorvente de argila ou usá-lo durante o dia, e retirá-lo quando estiver quente por inteiro.
Pode-se fazer o tratamento por 21 dias, de preferência, mantendo um mesmo horário"


Fonte: Farmácia cá de Casa, por Ana Sofia Correia  www.anasofiacorreia.pt

Outras receitas para a candidiase - http://serdanatureza.blogspot.pt/2012/07/os-terriveis-maleficios-da-candida.html

Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

As causas emocionais da candidíase | A cura com Ovo de OSIRIS - - Por Ana Sílvia Serrano


A candidíase na mulher é um tema recorrente. Debbie Shapiro, no livro Cuerpo-Mente, define-a como uma «infecção vaginal produzida por fungos, que normalmente é mantida sob controlo pelas bactérias dessa zona. Quando as condições se alteram, aumenta o risco de infecção» (p. 138). Para a mesma autora, uma infecção implica que estamos a ceder o nosso poder a forças externas que conseguem influenciar-nos, causando uma irritação, um mal-estar.

Desenvolvendo a ideia, a candidíase tem a ver com conflitos não manifestados relativamente à própria sexualidade, à actividade sexual e à capacidade para compartilhar. É possível que a paciente, segundo a nossa autora, se sinta objecto de um abuso sexual, ou que no passado tenha sofrido um abuso sexual e que essa experiência não revelada esteja agora a ressurgir.

Outros autores relacionam a presença desta afecção com a incapacidade para proteger a própria casa, já que tudo o que tenha falta de vida corre o perigo de ser invadido pelos fungos (que se alimentam de matéria orgânica morta).

Pode considerar-se, portanto, que a presença de fungos na vagina deixa um espaço energético vazio, sem autoridade, sem poder, sem vontade, visto que foi “concedido” a outra pessoa, a outra situação, ou foi arrebatado por uma vivência de abuso (usurpação de poder) de que não se tem consciência.

Osíris, o ovo de obsidiana, tem a capacidade de curar a candidíase na mulher, porque:
1. A obsidiana é uma rocha (magmática) projectiva que, devido à sua fractura concoidal*, projecta tudo aquilo que reside na psique, na sombra, no inconsciente, e que não se conhece, de que não se sabe. «Põe cá fora o que estiver lá dentro» e faz emergir a recordação que ficou presa, levando a mulher a tomar consciência dessa falta de poder, do abuso e da irritação que tem dentro de si.
2. A obsidiana mobiliza a energia que ficou paralisada nessa recordação presa no inconsciente e que não se pode retirar porque, energeticamente, ficou “colada” e traduz-se numa plasmação. Os raios ultravioleta e infravermelho da obsidiana permitem que a energia oscile e se movimente desde as frequências mais baixas e densas até às frequências mais altas e subtis. Esta movimentação solta aquela energia, libertando-a da paralisação, fazendo-a passar ao nível dimensional seguinte: ao corpo emocional. Desta forma, a mulher toma consciência da emoção que surge, sendo agora capaz de a sentir e conhecer – fenómeno que muitos especialistas propuseram como o caminho da cura.
3. No plano físico, a obsidiana, em virtude do elevado conteúdo ferromagnético, consegue neutralizar o pH vaginal, que na presença da cândida pode andar a oscilar em níveis mais baixos de alcalinidade ou bastante elevados de acidez.

Para o investigador Vicente Saavedra, o pH da candida albicans (a mais comum e generalizada) é de 5,5 – 6,8. No entanto, há que ter em conta as variações do pH ao longo do ciclo menstrual:
- na fase menstrual, oscila entre 6,8 e 7,2
- na fase pré-menstrual, varia entre 3,8 e 4,2
- no resto do ciclo, varia entre 3,8 e 4,5
- durante a menopausa, é de 7,0.

Osíris, o ovo como símbolo, relembra psiquicamente o renascimento do nosso ser, daí a mulher ligar-se à vida, à energia da força da criação e à renovação, o que lhe permite retomar o poder perdido. Actuando através da mobilização da energia paralisada que afecta directamente a psique, eleva a energia aos chakras superiores, onde se estabelece o sistema de crenças (“patriarcal”, que é o existente) e consegue projectar os seus conteúdos, para os tornar conscientes.

Embora segundo alguns especialistas existam vários tipos de cândida, trata-se sempre da presença de um fungo que mostra que a mulher “cedeu” o seu poder e permitiu um “abuso”, portanto ao dar-se conta, ao reviver essa história de dor e sofrimento, tomando consciência do ensinamento – além da mobilização da energia que Osíris, o ovo de obsidiana, realiza –, tem todas as possibilidades de cura a partir da origem, e não com base no paliativo que se oferece sempre de forma “tópica”, ou com base na medicina alopática que se torna agressiva para estes tecidos, para o nosso corpo, para a nossa psique.

Há muitos casos de mulheres “osirianas” que sofriam de cândida e ficaram curadas, algumas conscientes da sua presença, outras desconhecendo-a, (manifesta-se com grumos brancos como leite coalhado, que ficam no ovo ao expulsá-lo de manhã), já que a utilização correcta e contínua (com os devidos tempos) não só traz uma cura, como também uma depuração dos órgãos femininos em geral, uma projecção da recordação causadora, uma libertação energética dessa plasmação ou aderência intrusiva, para que a mulher tome o seu poder, para que recupere a saúde dos órgãos femininos e – o mais importante – para que faça a aprendizagem que esta experiência lhe oferece.

Bibliografia:
Dahlke, Ruediger, La enfermedad como camino, Robin Book, Buenos Aires, 2000.
Shapiro, Debbie, Cuerpo Mente, Robin Book, Buenos Aires, 2002.
Saavedra, Vicente Art., «Comportamiento del PH en la vagina de la mujer»
Serrano, Ana Silvia, Osiris, el huevo de obsidiana, Continente, Buenos Aires, 2010
Serrano, Ana Silvia, Obsidiana, Piedra Sagrada de Sanación, Continente, Buenos Aires, 2012.


* (N. da T.) Segundo o dicionário Houaiss, «concoidal»:
«Rubrica: medicina.
lisa e curva como a das conchas (diz-se de fratura)
Rubrica: petrologia.
em que as superfícies resultantes da separação dos fragmentos se parecem com a das conchas (diz-se de fratura)»

Tradução de Manuela Vaz.

Para mais informações sobre a Cura com Obsidiana, contactar Chetna/ Artes de gaia - http://che-aaren.blogspot.pt/

website obsidiana - http://www.obsidianamx.com/
Para informações sobre candidiase e alimentação, consulte o seguinte artigo neste blog

Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Actividades em casa | Parte 1

.•♥•. Movimento | Coordenação  .•♥•.

STOP - A criança move-se freneticamente enquanto estamos de costas, quando dizemos STOP e nos viramos ela para e fica imobilizada.

Meia-noite - o lobo anda pela casa e tem um relógio. O(s) menino(s) andam à sua volta e perguntam "que horas são?". O adulto responde uma qualquer hora e todos estão em segurança. Quando o lobo responde "é meia noite", todos fogem para o seu esconderijo seguro. No esconderijo o lobo não os pode apanhar. Aquele que o lobo apanhar torna-se seu ajudante.

O duplo - colocar um boneco nas mais variadas posições que a criança imita. Depois pode a criança escolher e fazer a posições que o boneco deve imitar, com a ajuda do adulto.

Tempestade - de costas, com as pernas flectidas, sentar a criança nas coxas, segurar nas suas mãos e movimentar o corpo. A criança terá que se equilibrar no meio da tempestade marítima mas as ondas são cada vez mais fortes até que eventualmente a criança acaba por cair (nem que o barco tenha mesmo que virar).

A ponte - Deitada de costas, bacia levantada e pés no chão, a criança passa por baixo da ponte até que um dos dois esteja cansado. A ponte sobe e desce dificultando a passagem. 

A rã - desenha-se um circulo no chão que é um charco de água. A criança fica na margem. Quando o adulto diz "para o charco" a criança deve saltar a pés juntos para o meio do charco. Uma vez lá dentro, quando ouvirem  ordem "na margem" devem saltar, a pés juntos, para fora. O jogo vai aumentando de complexidade dando-se ordens repetidas por exemplo, dizendo "para o charco" quando a criança já está lá dentro.

 Bowling - 5 garrafas de água,  bolas de tenis, um corredor. Jogar.

Tapete mágico - com um tapete fino deslizar pela casa. Como uma trotinete - um pé de fora para dar lanço e o outro dentro; como uns patins - os dois pés dentro deslizam à vez; Como um coelho - de gatas, estica as mãos e faz força com os joelhos, o tapete faz uma dobra e move-se...

Voos de pena - atirar uma pena leve ao ar e tentar mantê-la a voar com o sopro ou fazendo movimentos bruscos com o corpo. Se for cair, apanha-la com o pé, a perna, o ombro...

O balão - atirar ao ar, apanhar, tentar bater no tecto... pintar caras nos balões.

Escultor - esculpir uma pessoa colocando-a nas posições que se desejar sem que esta se mova. Criar poses originais. Deixar-se tocar e estar quieto são duas aprendizagens deste jogo. 

A sombra - apontar uma luz para a parede e brincar com as sombras só de mãos ou de corpo inteiro. Pode-se fotografar a sombra.

Quente e frio - uma caça ao tesouro em que quem orienta informa se está "quente" próximo ou "frio" longe.

O gigante e o anão - em pé, esticar os braços e colocar-se e pontas dos pés até chegar ao tecto. Depois encolher-se e ficar muito pequenino. Alternar entre gigante a anão.

(continua) 

.•♥•.  Vocabulário | Linguagem | Reflexão .•♥•.

Tu fazes mal e eu faço bem - O adulto inicia uma tarefa sequencial conhecida da criança mas troca os passos, introduz passos inexistentes e errados, esquece passos importantes. A criança corrige mas tem que utilizar os termos exactos para que a correcção seja compreendida. Se a correcção for mal feita, o adulto segue à risca o que a criança disser para fazer.

Tu dizes mal e eu digo bem - pronunciar mal as palavras que a criança corrige. Nomear mal objectos e ou sequências que a criança corrige.

Médico - um dos bonecos está muito doente e a criança é o médico. Com uma varinha toca cada uma das partes do corpo nomeando-os. Inicialmente será o adulto a nomear cada uma das partes podendo escolher até as mais difíceis e incluindo os órgãos internos.

Avaria - começa a cantar uma música ou a dizer uma lengalenga mas para de repente. Acriança deve continuar a partir do momento em que parou. Pode a criança parar também de repente e o adulto continua. Se não se lembrarem podem inventar a continuação.

Sequências - com fichas de cores, blocos de cores ou moedas, iniciar, no chão, uma sequência que a criança depois continua: moeda amarela, moeda castanha ou bloco vermelho, bloco amarelo, bloco vermelho, bloco amarelo.  No final, recomeçar com sequências mais complexas. Podem-se fazer linhas rectas, espirais, círculos, figuras sem sentido... também se podem recortar figuras geométricas e fazer sequências de rectângulos, triângulos... 

Caça às cores - uma pessoa diz um a cor e a outra tem que encontrar um objecto dessa cor, ou que contenha essa cor, na divisão em que se encontram. Ou, nomeia-se um objecto e a outra pessoa tem que dizer que cor tem.

A serpente encantada- um fio para cada um, cada pessoa faz desenhos com o fio que a outra imita. podem ser figuras geométricas, letras, números.


.•♥•.  Trabalhos manuais  .•♥•.

Os dedos - em 5 cartões, fazer  impressão digital dos 5 dedos. Fazer um livrinho. Folhear o livro contando as impressões, nomeando as cores e nomeando os dedos.

Tipógrafo - imprimir papel pardo, de cenário ou papel em rolo, com folhas de árvores. Utilizar o papel para embrulhar prendas.


Colagens geométricas - recortar figuras geométricas de várias cores que a criança emparelha, empilha e, no final, cola numa folha fazendo as composições que desejar.

Cópia - fazer desenhos, num papel, directamente to tubo de guache. Colocar uma folha por cima, pisar e separar as folhas para ver o resultado.

Pintar com cotonetes - suja menos, não escorre. Pode ser utilizado com guache ou aquarela.

Rolos de papel higiénico - fazer marionetas

Vestir - recortar bonecas de vestir e respectivas roupas e brincar a vesti-las. O que se veste primeiro? O que se veste quando está chuva? quando se vai à praia? Quando se vai dormir? Podem-se cortar roupas a partir de folhas de revistas para se obterem as cores. Centenas de bonecas e roupas neste link http://tinyurl.com/cfempel


Outras actividades, neste blog:

Want a miracle: Atividades em casa - Parte 2

Want a miracle: Actividades na rua | Parte 1

Want a miracle: Lista de actividades para viagens de carro ...

Want a miracle: Lista de actividades para/com bebés

Want a miracle: Actividades domésticas em pleno Outuno

Want a miracle: O ritmo semanal


Pequenas coisas que fazem momentos felizes:

As estrelas



Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Actividades na rua | Parte 1


.•♥•.  Na rua  .•♥•.

Desenhar - na areia, na terra, com paus, com os pés, com giz nas paredes dos prédios ou das duas.

Pequenos animais - procurar formigueiros, teias de aranha, joaninhas, escaravelhos e examinar os seus movimentos a olho nu ou com uma lupa.

Compras - recortar pedaços das embalagens de produtos que se vai comprar e/ou  imagens dos alimentos da lista de compras e da-los à criança, no supermercado, quando em frente aos mesmos, deixar que seja a criança a escolher os produtos, seguindo a sua lista de recortes.

As cores - pode dizer "estou a ver uma coisa vermelha" e a acriança tem que observar e nomear o que é.

Loto natureza- desenhar no chão um rectângulo dividido em cinco casas (linhas) por duas (colunas). Preencher a primeira linha com elementos encontrados no ambiente circundante. Deixar a criança procurar os mesmos elementos para preencher a segunda linha.

Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Mouraria



Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Caça ao Tesouro


  ᠅ Feira da Ladra ᠅ - Todas as Terças, descemos a rua quatro a quatro e rumamos à Feira da Ladra, onde vendemos, compramos, trocamos e respigamos mais do que ilusões. 
















Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

 ᠅ Mandala ᠅ - Observar, sem apego, sem vontade, sem distância, observar, reconhecendo as coisas como são, porque são assim. Quanto mais aprendermos a observar, mais mandalas encontraremos.

Biblioteca Penha de França




Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida
Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Procuro em 2ª mão

Procuro os seguintes artigos em forma de doação, troca, venda em 2ª mão

Procuro em 2ª mão (oferta, troca, compra):


PARA A CASA:

- cortinado para as moscas - pode ser daqueles fininhos de fios, de interior.

- jardim zen, daqueles com areia

- fonte "zen" pode sem com jardim acoplado - http://tinyurl.com/d9p7j8q
- capa de edredão cama solteiro, qualquer cor e/ou padrão

BRINQUEDOS/JOGOS:

- blocos padrão dos fininhos (ver link abaixo)

- blocos tangram - http://tinyurl.com/bthtjdl

- lapis de cera de todos os tamanhos, formatos, em todos os estados

- puzzles com muitas ou poucas peças, grands ou pequenos, completos ou com peças perdidas...

- bonecos asterix e obelix

- boneco t-rex - Alex do Toy Story

- roupa barbie

- barco dos piratas gigante (qualquer marca, tipo, material)


AUDIO/VIDEO:
- filmes: Nemo, Rei Leão

- cd's músicas infantis


TECNOLOGIA:

- máquina fotografica compacta

- computador portátil


OUTROS:

- cadeira de automóvel, criança, a partir dos 15 kg



TROCAS EM PT:

Mercado de trocas - 16 Fevereiro - Graça/ Lisboa - http://www.facebook.com/pages/Alternativo-da-Coisa/387078777982176#!/events/211402095664543/

Trocas de garagem - 10 Fevereiro - Carcavelos - http://www.facebook.com/events/365586750203883/?ref=3
Ponto de troca - Tapada das Mercês - Loja de troca de roupas/ brinquedos - http://www.facebook.com/pontodetroca

Alternativo da Coisa - Setúbal - http://www.facebook.com/pages/Alternativo-da-Coisa/387078777982176

Trocas de Amor - http://www.facebook.com/events/365586750203883/?ref=3#!/pages/TROCAS-DE-AMOR/140389126057040?fref=ts

Vivo à troca - http://vivoatroca.blogspot.pt/

Trocas e vendas Lisboa - http://www.facebook.com/pages/Trocas-e-Vendas-Lisboa/283810245028060

Banco de reutilização de manuais escolares -  http://www.facebook.com/groups/banco.reutilizacao.manuais/

Clube das trocas - http://www.facebook.com/groups/292470249203/



Vendas em 2ª mão

Cantinho de vendas de produtos novos e usados - http://www.facebook.com/groups/109101685851502/



Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida