Do you speak English? | Parlais vous Français?

Celebrar a Roda do Ano - Alimentação e ar livre


Para mim, Agosto, sempre foi tempo de expansão e crescimento, de fazer actividades ao ar livre, deitar mais tarde, encontrar a família e participar em festividades. Tradicoonalmente, Agosto e Setembro são meses de colheita e conservação para o Outono e Inverno que se avizinham. Estas eram actividaes feitas em grupo, que reuniam aldeias inteiras.

Com o Outono, chega a celebração e agradecimento pelas colheitas realizadas, seguindo-se o silêncio e reflexão a que convida o Inverno.Os anglosaxonicos dão muita imporancia ao periodo que antecede o Natal e a que chamam de Acção de Graças.


Com a primavera, regrassa a preparação que vai dar lugar ao crescimento e expansão do verão.

Durante muitos anos senti-me desconectada da Roda do Ano que é, afinal, a Roda da Vida. Lembro-me de dizer que, na cidade, só percebia as estações do ano pelas montras das lojas até que, chegou o dia, em que as montras das lojas me confundiam propondo roupas inverno em pleno verão e roupas de praia quando o frio ainda se fazia sentir.


Nos últimos anos, redescrobri os prazeres que nos oferecem as 4 Estações (já pensaram na beleza que é poder vivencia-las? Há latitudes onde faz sempre calor ou sempre frio).

Uma das formas de saborear as 4 Estações do ano é comendo alimentos locais e da época. Para mim, foi uma aprendizafgem perceber quando determinado alimento, cultivado em Portugal,  está pronto para consumo pois, olhando para as prateleiras do supermercado, encontramos de tudo, todo o ano. O Calendário da Produção  Nacional, da DECO, ajudou-me a discernir o que escolher para as nossas ementas. 


A criação de ementas, por estação,  revelou-se uma ferramenta útil para a organização doméstica e para não cair em tentações durante as compras, infelizmente, nem sempre a realizo ou sigo à risca. 

Outra forma de garantir o comsumo de frutas e legumes da época é comprar directamente ao produtor. Em Lisboa, acedo ao cabaz do PROVE que, não sendo biológico, garante uma frescura e qualidade que não encontro nas lojas.

Esta nova forma de organização implica estar atento aos produtos da estação que queremos utilizar todo o ano. Por exemplo, se queremos iogurtes de frutos vermelhos em Dezembro, colhemos amoras em Agosto, se queremos pizza com molho de tomate em Março, consevamos tomate em Setembro. Como ainda não tenho desidratador e não domino a conserva em vácuo, costumo congelar os alimentos. Se alguém mais experiênte me der umas dicas sobre outras formas de conservação, agradeço.


Igualmente importante, para mim, é conhecer as datas de coleita das flores e frutos selvagens para as incluir nos nossos passeios na natureza. Entre as minhas favoritas estão a flôr de sabugueiro, para fazer xarope e chá para a tosse, as camarinhas que são deliciosas comidas frescas ou em gelados, o rosmaninho, a tilia, as beldroegas para a sopa, a flôr de borragem para a salada... 

Estou a incluir as flores e frutos, tal como locais de recolha favoritos,, por Estação, no nosso calendário anual.







Quais as vossas favoritas e onde as recolhem?



Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

No comments:

Post a Comment