Do you speak English? | Parlais vous Français?

3 anos de maternidade...

(desculpem se esta é uma epifania mais do que óbvia para toda a gente mas, apeteceu-me partilhar).

Concluí que o que nos faz ficar tão magoadas com o facto de os nossos pais não entenderem, criticarem, contestarem a forma como criamos os nossos filhos, é mais do que insegurança, é mais do que medo de estar a fazer mal, é mais do que necessidade de ter a sua aprovação. Claro que é isso tudo mas também é o facto de termos que nos confrontar com a constatação (ok, talvez seja inconsciente) de que a nossa infância não pode ter sido tão boa como nós imaginávamos ou ou ainda pior do que imaginavamos.

Talvez quem se sente magoada agora seja a menina que outrora fomos, a que não mamou o suficiente, que não dormiu com os pais, que não teve colo o suficiente, que não chorava quando a mãe virava costas, que ouviu muitos nãos sem sentido, que cresceu entre limites e regras arbitrárias, que levou algumas ou muitas palmadas, que conheceu bem o sistema de castigos e recompensas, que comeu sempre tudo até ao fim para ter direito a gelado, que aprendeu a  ser uma boa menina para merecer amor e mesmo assim, sentia que não o merecia...

Que essa mãe, tenha agora a presença de alma para não justificar a utilização dos mesmos meios com os seus filhos e que, a filha que ainda somos, saiba perdoar os pais e ama-los por terem feito, e continuarem a fazer, o melhor que sabem.

Só assim nos curaremos, curaremos os nossos pais, criaremos futuros pais e mais felizes.

Bem hajam

Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

5 comments:

  1. Gosto muito! Obrigada pela partilha. Se não te importares vou partilhar com os meus leitores também. :)

    ReplyDelete
  2. Parabéns querida... Tenho andado tão a leste que me esqueci... Um beijo grande para vocês e para o S!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada querida. Força para vocês nesta nova fase :)

      Delete
  3. This comment has been removed by a blog administrator.

    ReplyDelete