Do you speak English? | Parlais vous Français?

Atividades em casa - Parte 2

Para mim, o melhor de uma lista de atividades, é poder pegar nela sempre que me falta a imaginação, sempre que estamos cansados, sempre que necessito de concentração para uma tarefa e necessito que as crianças estejam entretidas, sempre que há uma emergência de qualquer tipo.


A forma como tornei a minha lista infalível foi experimentar cada uma das ideias que tive ou que li e ver se funcionavam connosco. Ao mesmo tempo, ter abertura suficiente para entender que o que funciona hoje pode não funcionar amanhã e vice versa.

O mais importante de tudo, ao criar uma lista de atividades, é garantir que elas estão de acordo com os interesses das nossas crianças. Tudo o que vão ler na lista que se segue, foi iniciado por corresponder a um interesse do nosso filho ou por vir trazer algo de novo que à sua vida.

Cada uma destas atividades conta com o nosso interesse e motivação, implicamo-nos, apresentamos a atividade com alegria, brincamos com ele. O facto de nós gostarmos é meio caminho andado para ele adorar.

Esta lista tem-nos ajudado a tornar os nossos dias mais felizes e tranquilos e, muitas vezes, a dou a amigas. Hoje, enquanto o S. brincada aos construtores coma  caixa de arroz, pintava e espalhava fita cola pela casa, consegui compilar muitas das atividades que alegram os nossos dias.

Sempre que me perguntam ao que brinco, em casa, para não nos aborrecermos, todo o dia, eu vou nomeando algumas das brincadeiras que se seguem mas, fica-me sempre a vontade de responder que nós não nos aborrecemos. EO que a seguir vos apresento, não são ideias para "entreter o rapaz", são coisas que fazemos como parte integrante do nosso dia-a-dia, atividades que são tão importantes c+a em casa como lavar a loiça, varrer o chão... hummm talvez seja melhor corrigir e dizer, escrever que são atividades mais importantes do que lavar a loiça e varrer o chão ou, caso contrário, esta aventura "sem escola" seria desprovida de sentido.

Também em perguntam muitas vezes se faço atividades específicas para ele "aprender", assim como um substituto da escola... ou se, procuro brinquedos e brincadeiras que fomentem determinado tipo de aprendizagem - a reconhecer as letras, a contar ... -  temos muitas estímulos que permitem aprender tudo o que se aprende na escola mas esse não é o nosso foco. O foco são as gargalhadas, a alegria, o entusiasmo, se pelo meio ele aprende alguma coisa? Parece que sim pois sabe contar até "muitos" e reconhece muitas letras.

Muito importante é ter, ao longo de todo o dia, comida disponível. Fruta e legumes crus, cortados, costumam ser comidos entre as refeições principais só porque estão disponíveis, mesmo no meio do palco das brincadeiras.

Igualmente importante é deixar a criança brincar até não ter mais interesse naquela atividade, sem interrupções, sem novas propostas pelo meio, sem parar porque é "hora de comer", "hora de dormir", "hora de tomar banho". Se estamos com as crianças em casa, sem restrições horárias como as de uma escola ou um emprego, porque não deixar que a criança brinque livremente até estar satisfeita?

Gosto muito de brinquedos ecológicos, de madeira, materiais naturais mas não excluo das brincadeiras outro tipo de materiais. Compro praticamente tudo em segunda mão (Feira da Ladra) e recolho muitos brinquedos da rua. A grande maioria das coisas em segunda mão e recicladas são em plástico. Até ser verbal (mais ou menos) os brinquedos do nosso filho eram frutas, legumes, panos e outros artigos do lar, sem BPA's e outros químicos mas, assim que ele se começou a interessar por brinquedos, nós acompanhamos o seu interesse, providenciando o que nos pedia e trazendo artigos novos e diferentes para lhe dar a conhecer.

Há alguns dias, uma amiga escrevia emocionada e saudosa, sobre as tardes de Domingo em casa da avó, cheias de alegria e aventuras. Eu provoquei-a com a ideia de que pode transformar todos os dias, em sua casa, com os seus filhos, em "Domingos maravilhosos em casa da avó". Ela, tal como eu, não pensou duas vezes antes de começar a transformar o dia-a-dia da sua família.

Proporcionar brincadeiras interessantes ao meu filho e divertir-me com elas não foi algo natural para mim. Já me perguntaram se preparo as coisas com antecedência ou se saem espontaneamente. Sim, preparo tudo. Só quando o meu filho começou a crescer é que percebi que não sabia brincar de forma espontânea. O pai dele chega a casa, senta-se e começa logo a ter ideias giras. Eu, pelo contrário, se não preparo uma lista mental e de coisas para fazer o tenho os respetivos materiais à mão, fico vazia de ideias.  Portanto, habituei-me a preparar tudo. Tenho a sorte de ter um miúdo cheio de imaginação que, na maioria dos dias, decide sozinho o que vai fazer a seguir e que me tem mostrado como brincar com tudo o que nos rodeia.

Compilei, especialmente, coisas que dão para fazer em casa, embora algumas das fotos que ilustram as atividades sejam tiradas na rua.
  • Paredes e túneis com almofadas e panos;

  • Montanhas de escalada com edredões, colchões e cobertores amontoados;

  • Cobrir a mesa com um lençol até ao chão para fazer uma casa;

  • Saltar: quantas vezes consegues saltar? Agora saltar só com um pé. Saltar o mais alto possível;

Encostar um escadote à parede, ao lado da cama, subir o escadote e saltar para a cama;



Proteger a roupa de cama de qualidade com uma colcha velha para que esta possa ser utilizada para toda as brincadeiras, sem medos de sujar ou estragar.;







* Construir um tipee


*  Encher a banheira com água (no nosso caso banheira de bebé dentro do polibã), bonecos para a criança brincar, chapinar, tomar banho se assim o desejar. Proteger o chão do wc com toalhas velhas pois fica tudo ensopado;



  • Criar uma "mesa especial" que se desloca facilmente e que, em casas com pouco espaço, podem ser desmontáveis. A nossa são dois bancos e uma tábua em cima. Forramos a tábua com papeis que vão sendo pintados e ali se funciona o "escritório", a "mesa de fereições" o "salão de jogos"...




Caixas de cartão e tesoura - andamos sempre a requisitar o livro do link na biblioteca mas o vídeo do link também é bom e inspirador http://www.youtube.com/watch?v=2cJkA9h3Hxk  aqui, os favoritos são o carro, foguetão, marco do correio, garagem de carros, pizza...










Cortar as caixas de cartão para fazer  espadas e âncoras, amarrar cordas às âncoras. Sentar no sofá, pernas para cima, a fazer de conta que estamos no barco dos piratas. Também se podem  fazer as palas para os olhos com roupa velha, um cinto para a espada com um trapo. Se tudo isto for feito depois de ver ou ler o Peter Pan, melhor ainda. Não sabes porquê? Toca a ler o Peter Pan e percebes logo.


 Fazer u buraco numa caixa para ser um marco do correio e depois pegamos em papeis , escrevemos e enviamos cartas a  toda a gente. Eu escrevo mesmo o que ele diz e depois envio as mensagens às pessoas. Às vezes, as nossas caixas de correio tem que ter dois buracos pois ele também quer receber cartas.


  • Imprimir labirintos, descubra as diferenças e desenhos para pintar;


  Recortar jornais e revistas e fazer colagens;

  • Colecionar suplementos de jornais e revistas porque tem sempre atividades infantis. pedir a todos os amigos, familiares e cafés que as guardem;

  • Carimbar;

  • Decalcar com papel químico (lembram-se dele, preto? encontrei uma caixa cheia na rua);

  • Desenrolar um rolo de fita cola e ir colando pela casa toda para fazer teias do homem aranha e/ou obstáculos a transpor. Claro, ele é que anda com a fita na mão a colar tudo e não eu;

  • Pintar as paredes exteriores a giz;

Fazer desenhos no paint. Gravar os desenhos e enviar a amigos e familiares.






Duas esponjas grandes, muitos pregos e parafusos, martelo, chaves de fendas e enfiar pregos nas esponjas.. e... muito importante, um alicate para os tirar;





  • Na cozinha uma prateleira baixinha com utensílios. chávenas, coador, rolo da massa. Podem ser objetos reais ou específicos para crianças (o IKEA vende). Criar um fogão com uma caixa cortada ou outros materiais. Nós compramos um figão por 1 euro, na Feira da Ladra mas, antes disso, tínhamos um figão inventado em que as bocas eram bases de copo, vermelhas, coladas na mesa. Disponibilizar massas, sementes várias, uvas passas, coisas que podem ser só para brincar ou também para comer. Disponibilizar água e estar preparado para provar as iguarias e limpar tudo no fim da confeção dos alimentos;

  •  Limpar a lareira e fazer lá dentro uma casa híper especial e secreta, tapete, almofada, cortinado...

  • Pendurar uma cama de rede,  baixinha e com almofadas por baixo;
  • Fazer uma cama de rede debaixo da mesa;
 
 
Montar e desmontar pistas de comboios (Ikea, outra vez);

  • Fazer uma pista de carros no chão, com fita cola e fazer corridas;










Uma caixa, areia ou aveia, ou arroz... uma escavadora, uns blocos de construção e somos o Bob o Construtor. Se não fores capaz de varrer a casa depois de o teu filho brincar, sem reclamar, sem estar sempre a implicar com ele para manter tudo dentro da caixa, esta atividade não é para ti (é para o teu filho mas não é para ti ;));





Construir ou comprar um comprar um conjunto de pesca (custam 2 euros no Chinês), dão para usar dentro e fora de água. O mar pode ser o tapetem, a cama...








Fazer jardins de fadas nos vazos e, todos os dias de manhã, acordar as fadas, dar-lhes comida (aka milho que ele tira de uma espiga, sementes), de noite, montar-lhes uma tenda com um lenço. Quando vamos à rua trazemos tesouros para as fadas que podem ser flores, pedras especiais...









Aprender a usar a tesoura e cortar, cortar, cortar. Passamos horas a cortar revistas, papeis vários...











 

Comprar uma Kokua (bika) e ficar sentada na soleira da porta a vê-lo subir e descer. podia ser uma bicicleta ou um tricicolo mas, não é a mesma coisa. A kokua é rápida, muito rápida e muito especial.








Dar-lhe roupa para lavar no wc enquanto tu lavas a sanita e lavatório .... ninguém fala nisso mas, as sanitas não se lavam sozinhas. Em tempos até pensei, durante uma dessas limpezas, "a partir de agora só oiço conselhos de quem já tenha lavado uma sanita com satisfação!"


Pintar lençóis velhos e utilizar como cortinados











Comprar autocolantes daqueles que vem com livros que dão para colar e descolar (eu sei, a Feira da Ladra é genial)

  • Colar, em toda a casa, rodelas de papel e só podem andar em cima delas. Sempre que se deslocam andam aos saltinhos, de papel em papel;



  • Brincar ao Bob o construtor. Arranjas um colete, um chapéu, ferramentas (o Ikea tem uma caixa delas mesmo boa), umas coisas para montar e desmontar em casa....  






Fazer pinturas com argila










Dançar à chuva e voltar para casa a correr para mudar e roupa e beber chá quente









Mascarar-se dos seus personagens preferidos. Muitas fazem-se com os trapos que temos por casa.














Apanhar flores, pedras e paus no jardim para fazer arranjos, construções, casas de fadas, "armadilhas para os malditos"








Pintar - tem neste post o link para um vido lindooo http://wantamiracle.blogspot.pt/2012/12/pintar.HTML

  • Jogar futebol. Delimitas uma parede, ele defende e tu rematas... isto é um must se for depois de ver o Oliver e benji que dá no zig zag

  • Jogar balão

  • Bolinhas de sabão




 Construir uma casa com lenços e panos











Fazer pão e biscoitos, mesmo que sejam só de brincar










 Brincar com plasticina (nunca pode faltar na cozinha de brincar pois serve para 1001 iguarias)








  • Para quem tem espaço exterior: andar descalço na erva/ terra, arrancar ervas, semear, regar.

  • Esconder coisas em casa e fazer caça ao tesouro - mais para a esquerda, mais para a direita, frio, quente, morno...

  • Dançar ao som de um rádio a pilhas. Deixa-los escolher a estação e dançar com o rádio na mão;

Gravar as nossas músicas num gravador de k7's;





     


   Observar a vida à lupa
     
  Ler


  •  Fazer sessões de fotos - toda a gente tira fotos a toda a gente;

  • Cantar e  dançar;

  •  Ao fim do dia, "desenhar o dia", ir relembrando tudo o que fizemos ao longo do dia e desenhar;

  • Deitar na cama, olhar em volta e procurar "coisas amarelas", "coisas azuis" ou dizer 2eu vi, eu vi uma coisa azul" e o outro tem que a encontrar e nomear;

  • Ver filmes, especialmente os que tem músicas e depois decora-las, canta-las e dança-las até à exaustão;

  • Jogar computador (aka, site do zig zag);

  • Aprender a comer com pauzinhos  ou a enrolar esparguete com o garfo... muito bom de se fazer durante uma tarde de brincadeiras;

 Montar legos. Começar com o Lego Duplo. (Feira da Ladra outra vez);

  • Partir brinquedos velhos com o martelo (muitos encontramos na rua);

  • Lutar, lutar muito. O pai é um bom lutador (eu sou péssima, não gosto e não tenho paciência);

  • Desenhar a planta dos espaços onde estamos. É impressionante ver os resultados das plantas dele (três e anos e meio);

  • Arroz cru, massa crua, uma peneira e abana, abana, abana até estarem os dois alimentos separados;

Cortar vegetais, ralar vegetais com o ralador, fazer sumos de fruta;

  • Esvaziar o conteúdo dos armários e atirar tudo pelo ar. Ao fim do dia a mãe aproveita e arruma tudo direitinho, escolhe o que já não serve.. como há meses pensava fazer;



Aqui, a Parte 1 da Lista de atividades em casa - http://wantamiracle.blogspot.pt/2013/02/actividades-em-casa-parte-1.HTML

Outros sites:

Atividades Físicas, em casa - http://sandradodd.com/physicality/

Atividades com crianças pequenas (inclui lista de atividades com uma criança enquanto se amamenta a mais nova) - http://sandradodd.com/youngchildren

Este texto não é específico sobre atividades mas ajuda mesmo muito a perceber como criar um ambiente rico e estimulante onde a brincadeira e a aprendizagem podem florescer - http://sandradodd.com/beginning



Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

2 comments:

  1. Não imaginas a importância desta informação para o meu dia a dia!

    ReplyDelete