Do you speak English? | Parlais vous Français?

Medidas e decisões eco-poupadinhas

Pedi inspiração às mães de transição para fazer uma listinha de medidas anti-crise. Aqui ficam as muitas e boas ideias que reunimos:


Lar: 

- Eliminar o excesso e o supérfluo;
- Mais cuidado com a agua/gas/electricidade;
- Não comprar prendas e peças de decoração, faze-las com a ajuda das crianças;



Deslocações:

- Usar menos o carro e mais a bicicleta;

- Rentabilizar o automóvel partilhando viagens;



Compras:

- Trocar com amigos (roupas para filhos, excedente da horta, etc);

- Comprar em feiras;

- Comprar biológico para poupar nos cuidados médicos;

- Comprar em saldo - roupa de verão em Set/Out e roupa de Inverno em Fev/Março;

- Comprar nacional - "Mas atenção que nem sempre os códigos de barras começados por 560 significam que o produto foi produzido cá. Muitos são apenas produtos rotulados em Portugal ou cujo importador e ditribuidor é português, os produtos podem ter vindo do outro lado do mundo. Ou os produtos podem ter sido produzidos cá, mas todas as matérias-primas foram importadas de longas distâncias... isso nem sempre significa que o produto é mais ecológico, ético ou até mais barato.";



Comunicações:


- Não usar o telemóvel, enviar mensagens gratuitas pela net;

- Escolher um tarifário de telefone que seja económico e adequado às necessidades. Por exemplo: optar por um tarifário que permita falar para uma rede grátis;

- Escolher um tarifário de telefone sem carregamentos obrigarórios;



Alimentação:


- Cultivar uma horta e faze-la render o máximo possível;

- Não comprar produtos processados, fazer em casa, leites vegetais, conservas, compotas, tartes, bolos, bolachas;

- Arranjar um rocket stove e cozinhar no terraço;

- Inventar na hora das refeições (usar o que tem e transformar pratos);

- Comida made in "me";

- Não comprar probióticos, faze-los em casa por exemplo, em legumes fermentados;

- Fazer pão em casa

- Comer apenas frutas e legumes da época e da região;

- Comer leguminosas demolhadas e germinadas;

- Nas alturas do ano menos ricas em diversidade de legumes e frutas, apostas nos super alimentos comoa erva trigo, clorela, spirulina, maca, bagas gogi;

- Comprar biológico em fim de prazo e congelar (50 a 50& de desconto)

- Comprar alimentos por "atacado", antes da subida do IVA;


Vestuário:


- Lavar roupa à mão;

- Reutilizar roupa ou tecidos que tenhamos em casa para criar peças "novas";

- Costurar/ tricotar;

- Para as roupas, apostar em tecidos bons e duráveis;

- Comprar/fazer a roupa das crianças alguns tamanhos acima para que durem bastante tempo;

- Transformar as camisolas de lã de adultos em camisolas e calças para crianças;

- Não comprar roupa, pedi-la no freecycle, no trocal, fazer trocas com amigos/as.


Fazer em casa os cosméticos e produtos de limpeza:


- Fazer pasta dos dentes caseira;

- Escovar os dentes com as miswak;

- Fazer champôo em casa;

- Não descurar o poder do sol enquanto tira nódoas.


Co-habitar:


- Arrendar um quarto em casa a um/uma estudante;

- Participar num programa internacional em que se recebem estudantes que vem aprender português e viver com uma família portuguesa;
- Partilhar casa;


Apostar nas trocas e doações:

- Usar a rede freecycle e outras do género para pedir o que se precisa e oferecer o que já não se usa;



A nível espiritual:

-  meditar;

-  orar:

- fazer yoga; 

- visualização positiva;


A nível afectivo:

- praticar o silencio e o espaço;

- amar;


Mudar de vida:


- Quem tiver a vontade de ir para a natureza, juntarem-se aos projectos ecológicos e eco-villages já existentes. Voltar á nossa mãe terra em tribos contemporaneas!

- Sair da cidade para o campo;

- Passar menos tempo na internet e mais tempo a "fazer coisas";

- Levar as crianças para o trabalho em vez de as levar para a "instituição";

Sites recomendados pelas mães de transição:


www.tribodar.com

No comments:

Post a Comment