Do you speak English? | Parlais vous Français?

Cheguei ou 43 semanas de um milagre

Quarenta e duas semanas depois de se ter iniciado a aventura da minha gestação, nasci!

O parto que me permitiu vir ao mundo não foi nada do que os meus pais tinham pensado mas, 15 horas depois da admissão na Estefânia, aconteceu e foi avassalador para mim e para os meus pais.

Depois de ter testado a minha mãe com contracções e falso trabalho de parto desde as 35 semanas, acabei por nascer, com indução, às 42 semanas e um dia.

Ainda tenho que convencer os meus pais a estudar mais sobre a gestação e ver as recomendações da OMS sobre a gestação até às 43 semanas. Todas as informações sobre este tema são muito confusas com estudos a dizer que após as 42 semanas rácio de mortalidade perinatal duplica e outros a dizerem que não há problema nenhum em esperar até às 43 semanas se o bebé não der sinais em contrário.

Nasci com 4 kilos e 18 gramas e 52 centímetros - estavam sempre a dizer que era o maior bebé da enfermaria.

Ontem fui ao pediatra e soubemos que, numa semana, só perdi 30 gramas o que significa que a trabalheira que estamos a ter para aprender a mamar ao peito está a dar resultado.

Assim que for possível vamos explorar as delicias e incongruências do nascimento, parto e primeiros dias de vida mas, desta vez, do ponto de vista de quem as experiência. Numa semana já ouvimos as mais variadas opiniões sobre todos os temas possíveis e todas são contraditórias. Isto aplica-se também ao pessoal médico da maternidade. Enfim, cada cabeça sua sentença!!!

Aqui fica uma foto do rapagão (que será talvez a única a ser publicada neste blog).

Beijinhos a todas as pessoas que nos seguiram, até aqui, com carinho. Agora, mais do que nunca, o vosso apoio vai ser precioso.

curso de Maternidade Holística | 17 de Setembro | Braga


No dia 17 de Setembro, quinta-feira, das 19 às 22 irá iniciar na Casa Nossas Mãos* mais um curso de Maternidade Holística.

Serão 4 sessões, sempre das 19 às 22, durante 4 semanas consecutivas.
Já sabem que podem trazer os vossos filhotes (como tem sido habitual).


A intuição dos pais é o melhor guia para criar um filho saudável e equilibrado física, emocional e mentalmente. Mais ninguém – pediatras, avós, amigos, professores, livros – é capaz de conhecer tão bem as necessidades de um bebé ou uma criança.

Cada menino ou menina é um ser único, com um ritmo próprio de desenvolvimento e aprendizagem, com características individuais incomparáveis. Cada criança é um ser de luz, um anjo que nos vem ensinar a viver com mais harmonia, a amar e a dar, sem esperar receber, nem um sorriso... Mas quando ele chega é como se todas as nossas células vibrassem em sintonia com o Universo... E sentimos o Amor, puro Amor.

A maternidade holística é uma forma de dar novamente às mulheres a segurança de que estão a tomar a decisão mais adequada em cada circunstância específica do desenvolvimento do seu filho, seguindo a sua intuição, sem ceder a pressões exteriores, mas sempre em harmonia com todos.

Temas a abordar:

· Criar um Ser Integral

· Construção de uma união profunda entre o casal

· Importância da Educação Pré-Natal /Gravidez

· Nascimento do Bebé – Parto, Cuidados Pós-Parto, Controvérsia da vacinação, Amamentação, Importância da Massagem Infantil e do Pano Porta-bebé

· Desenvolvimento Saudável do Bebé – Fases do Desenvolvimento, Importância da vinculação do bebé à mãe, amamentação prolongada, alimentação natural, medicina holística, fortalecimento do sistema imunitário, dentição, segurança, treino de toilete, dormir sem medos.

  • Desenvolvimento Saudável da Criança -brincar com liberdade e criatividade
  • Sociabilização dos bebés e crianças
  • Educação Intuitiva: criar uma relação de confiança, disciplina sem autoridade, atenção vs. concentração, liberdade, respeito pela criança

· Mitos da hiperactividade, défice de atenção

· Revolução na educação – as crianças da Nova Era

· Feng Shui do quarto da criança – localização, direcção da cabeceira, cores

· O perigo das radiações – telemóveis, computadores, televisores, raios-x, etc.

· Acessórios ecológicos e naturais – vestuário, colchão, artigos de higiene sem químicos e sintéticos

· Estilo de Vida Saudável para uma Família Feliz

· Manter as Crianças Saudáveis

· Remédios Caseiros para problemas de saúde comuns


(Se houver incompatibilidade de datas com algum dos participantes, podemos depois da primeira sessão combinar com o grupo as alterações nas datas. )

O preço é de 100 euros** por casal ou por mulher e inclui manual completo.


* Caso pretenda inscrever-se em alguma actividade, agradecemos que o faça até 5 dias antes da data prevista, através do preenchimento da ficha de inscrição e pagamento de 50% do valor do workshop, o que poderá ser feito na Casa Nossas Mãos ou através de transferência bancária para NIB por nós fornecido; neste caso agradecemos envio de e-mail com os seguintes dados: nome, morada, e-mail, número telefone, profissão, data de nascimento, como nos conheceu.
** A Casa Nossas Mãos oferece uma redução do preço, que passa para 80 euros, para os inscritos que tragam uma amiga(o)(a).

CONTACTOS


Rua Eça de Queirós (Jardim de Santa Bárbara) - n.º 52 - Braga

tel: 966895851 - 965477360

e-mail: nossasmaos@gmail.com

site: http://nossasmaos.googlepages.com


Feira Mensal de Bebés e Crianças | Príncipe Real | lisboa

A bebeboom em colaboração com a Feira do Príncipe Real está a organizar no último Sábado de cada mês (paralelamente à feira de artesanato urbano) um evento dedicado aos bebés e ás crianças, no jardim França Borges (na praça do Príncipe Real).

Deste modo teremos um espaço onde encontrarão diversos artesãos dedicados, criadores de projectos originais para os vossos rebentos, entre as 10 e as 18h.

Pretendemos ter todos os meses uma actividade/workshop/palestra sobre temas interessantes para os nossos papás e bebés, seguido de um encontro de mães. Alguns dos temas abordados serão a amamentação, yoga para bebés, segurança infantil, linguagem de bebés, massagem para bebés, teatro, musica e dança, entre outros. Estas actividades gratuitas, terão inicio ás 11 da manhã.

Propomos deste modo que aproveitem este maravilhoso espaço no centro de Lisboa, organizem um pique-nique em família e amigos e levem os vossos pequenos ao parque infantil.

Neste blog onde podem consultar as informações sobre este novo evento no coração de Lisboa, novidades sobre as actividades a decorrer assim como programação das futuras.

Caso tenha uma ideia para alguma actividade ou caso gostasse de se juntar a nós, e participar na feira de artesanato com os seus produtos, entre em contacto.

Beijinhos e lá vos esperamos a tod@s,

Blog: http://feirabebesecriancas.blogspot.com/

Workshop “As vantagens da assistência humanizada do nascimento” |Feira do Prí­ncipe Real || 26 Setembro

Feira do Prí­ncipe Real

Dias 26 e 28 de Setembro de 2009

Hora: 10.00H - 19.00H

Local: Jardim do Prí­ncipe Real, Lisboa

Em Setembro a Feira do Príncipe Real convida à mostra habitual das peças de artesanato de autor bem como às antiguidades.

No sábado, dia 26, teremos dois momentos de animação com o Caminho do Mago que nos contará histórias da autoria da Macapi (Movimento de Animação Cultural da Arte Popular Ibérica). Serão, o primeiro às 11h e o segundo pelas 17h.

Às 11:30 terá lugar o Workshop “As vantagens da assistência humanizada do nascimento”, por António Ferreira, Enfermeiro obstetra e Cristina Pincho, doula – Projecto info Ser Mãe.

Se:
Tem interesse em saber mais sobre gravidez e parto
Deseja estar informada/o acerca dos diferentes tipos de parto
Está cansada/o de que lhe digam como deve agir
Acredita que é possível fazer diferente
Pretende escolher um parto que esteja em real sintonia com o que
pensa, sente e é...
este é um workshop para si.

Temas a abordar:

Gravidez na perspectiva de assistência holística vs modelo biomédico
Breves notas sobre Trabalho de Parto e Parto
Alívio da dor pela via não farmacológica
Parto domiciliar vs parto hospitalar
Parto na água



Inscrições abertas: info@infosermae.pt -workshop gratuito.

http://www.feiraprincipereal.blogspot.com/

Mais informações: feira.principe.real@gmail.com / 966141784

Indução do parto antes das 42 semanas de gestação

Indução do trabalho de parto ou cesariana ANTES das 42 semanas causa mais complicações e aumentam os riscos



Seu bebê está pronto, você também está pronta para fazer a transição de gestante para mãe.
O seu medico deveria providenciar a indução do parto, uma cesariana, ou esperar que o trabalho de parto comece naturalmente? Uma gestação é considerada a termo quando está com 40 semanas. E muitos medicos induzem o trabalho de parto ou operam quando a gestação chega na 41ª semana, sete dias depois da data provável do parto (nota da Bartira: aqui no Brasil, é comum os médicos realizarem indução do parto/cesárea com 40 ou até menos semanas!!!).
No entanto, evidências científicas sugerem que a indução do parto antes de 42 semanas de gestação não é benéfica para o bebê e leva a mais complicações no trabalho de parto, segundo trabalho publicado na edição de Agosto do Obstetrics & Gynecology.
Os pesquisadores estudaram mais de 56.000 mulheres grávidas de um único bebê: um grupo pariu com 40 semanas, outro com 41, e o terceiro com 42 semanas. O parto foi induzido em 30% das mulheres; as demais entraram em trabalho de parto sozinhas, algumas depois de 42 semanas gestacionais.
Os resultados? As mulheres cujos partos foram induzidos, tiveram o trabalho de parto mais demorado e foram necessárias duas vezes mais cesáreas do que naquelas sem indução. Para completar, os bebês dos diferentes grupos tiveram o mesmo desempenho.
James M. Alexander, um dos autores do estudo e Professor Assistente em Medicina Materno-fetal do Centro Médico da Univerdiade do Texas (Dallas, EUA), admite que as opiniões variam muito quando o assunto é indução do parto. "Existem algumas dúvidas sobre o bem-estar do bebê depois das 40 semanas," diz ele. Contudo, segundo o Dr. Alexander, esperar até 14 dias depois da data provável do parto pode ser melhor: "Se depois de exames detalhados, incluindo avaliação fetal, tudo estiver bem, então o melhor é esperar que o trabalho de parto se incie naturalmente.

(Fonte: Jenn Director Knudsen, BabyCenter - http://www.babycenter.com, artigo original: Labor complications, but not neonatal outcomes, increase when labor is induced at 42 weeks' gestation compared with 41 weeks'. In: http://www.maternatura.med.br/).

E se nada desencadear o trabalho de parto, devo aceitar uma cesárea marcada? Quais são os riscos?

A cesariana é uma cirurgia de médio porte, e só deve ser feita se há risco REAL para a mãe ou o bebê. Operar a mãe com menos de 42 semanas de gestação, sem que a mesma tenha entrado em trabalho de parto e sem que ela ou o bebê estejam correndo risco de morte, acarreta, sem dúvida, MUITOS mais riscos.
Clique aqui para ler sobre os riscos da cesárea marcada.

Dicas para a indução natural do trabalho de parto

Você deve estar se perguntando o que deve fazer se "o prazo para o bebê nascer" estiver acabando e nada de sinais do trabalho de parto... É de conhecimento público, embora não tão público (ou publicado) assim que existem algumas coisas naturais que podemos fazer para induzir o início do trabalho de parto e parto.
Pesquisamos na Lista Amigas do Parto (www.amigasdoparto.com.br) sobre esse assunto e uma mensagem da Adilma Nascimento (membro da lista) resume muito bem o que podemos recomendar nessa situação:

- No final da gestação, próximo de completar 41 semanas, e nada de TP (trabalho de parto), a gente fica muito ansiosa, principalmente com uma possibilidade de cesária, mas se a busca de vocês até agora foi por um parto humanizado, este não é o momento de desistir, você esta na reta final, muita coisa ainda pode acontecer... o seu parto tão sonhado pode acontecer a qualquer momento!
Não desista da sua busca, coloque o pé na argila (pode ser argila dentro de uma bacia), a argila ajuda a equilibrar o organismo, a fortalecer os rins e é relaxante, caminhe com os pés na terra quentinha no final da tarde, 17h00min, depois tome um chá de cavalinha. Se você tiver condições de frequentar uma piscina, vá no final da tarde, quando a água esta morninha, entre dentro dela (leve acompanhante) feche os olhos, acalme a mente, e nada, ou ande dentro da piscina, se entregue a água, mentalize o seu bebê vindo ao mundo da forma que vocês sonharam...
Faça muito amor, fique de quatro, tome chá de canela sem acúcar, alongue-se, faça saudação ao sol, peça para alguém lhe aplicar um Reiki, acenda velas para os anjos (...).
O profissional que te acompanha, deveria te ajudar nesta empreitada, e só falar em cesária quando realmente as chances de um parto humanizado/normal fossem nulas...
Tente se desligar do mundo, concentre-se agora no nascimento do bb, fique de consciencia tranqüila, aceite o que a natureza lhe reservou e aguarde. (...)

Adiciono às dicas da Adilma:
1) para ajudar a liberar hormônios que ativam o trabalho de parto, você deve estimular as mamas como se fosse tirar leite, por exemplo. O estímulo das contrações uterinas está tão relacionado às mamas que uma das coisas que estimulam a saída da placenta após o parto é o fato de amamentar o bebê logo depois de seu nascimento, ainda na sala de parto, se suas condições e as dele permiterm.
2) considere a Regra dos três Hs (segundo o Dr. Marcos Dias): Hot sex, Hot food e Hot bath. Em Português: sexo quente, comida quente (quente de apimentada, temperada com condimentos, e não em alta temperatura) e banho quente (morno, melhor dizendo). Essas três coisas também ajudam a desencadear o trabalho de parto. Nota: mas tenha cuidado com a pimenta e os condimentos, porque eles também pioram quadros de hemorróida e varizes (coisas comuns em muitas gestantes).

escrito por BARTIRA CARVALHO em http://www.partohumanizado.blogger.com.br/2003_12_01_archive.html

Mais informações sobre a indução natural do parto:
- http://gravidasemforma.blogspot.com/2008/06/induo-natural-do-parto.html


Eu apóio a humanização do nascimento!

Workshop Pedagogia Waldorf | Lisboa| 10 Outubro

10 Outubro '09 (sábado)

Lisboa – Parque das Nações

No final da 1ª Guerra Mundial (1914-18) surgem na Europa vários movimentos pedagógicos, na procura de uma educação abrangente, justa, que permita ao indivíduo realizar-se em plenitude, nas suas qualidades física, psíquica e espiritual, na certeza de ser essa a via que conduz o Homem ao desenvolvimento de uma consciência alargada, de uma afectividade equilibrada e de um actuar correcto.
Rudolf Steiner (Áustria 1861-Suiça 1925) lança os fundamentos de uma pedagogia extraída do conhecimento da natureza humana, onde, quer o currículo, quer a prática pedagógica se orientam pelas qualidades e necessidades do ser humano em cada uma das suas fases de crescimento.
É da maior importância assegurar na criança a confiança inata no mundo envolvente, o desejo de conhecer e o entusiasmo de agir. Através de um ambiente de calor afectivo e de qualidade estética nos primeiros 7 anos (1º septénio), é essencialmente a educação dos sentidos, a consolidação de hábitos saudáveis e a conquista do espaço que rodeia a criança, que lhe proporcionam segurança, alegria e sociabilidade. Dos 7 aos 14 anos (2º septénio), a relação com o professor e a actividade artística permeiam todas as aprendizagens, teóricas ou práticas, constituindo o modo de encarar o mundo. Dos 14 aos 21 anos (3º septénio) é o estudo da realidade em todas as suas vertentes e a formação de juízos que formam o cerne da educação do jovem, habilitando-o a uma intervenção activa na sociedade.
O movimento independente de Escolas Livres Rudolf Steiner estende-se actualmente por todos os continentes, culturas e religiões, confirmando assim a sua universalidade.

A Euritmia foi incluída no currículo das escolas Waldorf como matéria fundamental. Ajuda a criança/jovem a desenvolver-se em equilíbrio e harmonia e fortalece as iniciativas da vontade.

Data e Horário: 10 de Outubro de 2009 (sábado), das 9.30 às 17.30 h

Local: Hospital CUF Descobertas - Lisboa (Parque das Nações)

Objectivo

Divulgar uma pedagogia centrada no pleno desenvolvimento do Homem, independentemente da função que ele vier a desempenhar na sociedade.

Metodologia

* Exposição teórica;
* Diálogo

* Exemplos de prática pedagógica.

Conteúdo Programático

* Breve enquadramento histórico do movimento de Educação para a Liberdade - Pedagogia Waldorf ou Pedagogia segundo Rudolf Steiner;
* Caracterização sintética de cada período de desenvolvimento / septénios (grupos de 7 anos);
* O 2º septénio: as necessidades reais da criança e a resposta através do currículo e prática pedagógica;

* A incidência progressiva dos casos de Défice de Atenção e Hiperactividade/Apatia;

* Aulas de Euritmia:

- Uma introdução à Euritmia, uma nova arte de movimento;

- Aula exemplo pedagógico; o ritmo como meio pedagógico.

Destinatários

- Profissionais com intervenção na área da Educação ou da Saúde da Criança e/ou do Adolescente;
- Estudantes de cursos das áreas da Educação ou da Saúde;
- Pais e Encarregados de Educação.

Nº de participantes

30 (Admissão por ordem de chegada da inscrição.)

Formadora

Luísa Pereira - Professora Waldorf

- 1973-78: Licenciatura em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa;
- 1976-77: início da actividade como professora do 3º ciclo;
- 1980-85: frequência da Universidade Johannes Gutenberg de Mainz (Alemanha);
- 1986-1988: formação como Professora de Classe em Pedagogia Waldorf, pela Escola Livre Superior de Pedagogia Antroposófica, em Mannheim (Alemanha);
- 1988-89: colaboradora interna na Casa de Santa Isabel (Pedagogia Curativa e Socioterapia), S. Romão, Seia;
- 1989-91: professora de História do 3.º ciclo - Mafra;
- 1991-92: Professora de Classe na Escola Primavera, Pedagogia Segundo Rudolf Steiner, em Barão de S. João, Lagos;
- 1992: Professora no ensino oficial. Divulgação da Pedagogia Waldorf;
- 1999: Convite para integrar a coordenação e docência do Curso de Iniciação à Pedagogia Waldorf;
- 2000-01: Professora e coordenadora do Curso de Formação e Iniciação Profissional do PRODEP, para A.A.E. em Pedagogia Waldorf;
- 2001-02: Animadora da Biblioteca de Escola com as actividades predominantes de “Contar um Conto” e “Ler um Conto”;
- 2002-09 : Professora de Educação Especial, seguindo a metodologia Waldorf em sala de aula;

Marije Grommers - Euritmista

- Fez a formação na Akademie de Euritmia em Haia (Holanda), e o curso de Euritmia Curativa em Inglaterra;

- Trabalhou como euritmista em escolas Waldorf na Holanda e desde 1998 na Comunidade Sócio-Terapêutica da Casa de Santa Isabel, em Seia;

- Actualmente trabalha com médicos, grupos e em escolas e jardins de infância Waldorf.

Preço de Inscrição

Até 2 Outubro 2009 - 75 € ; Após 2 Outubro 2009 - 100 €

Possibilidade de efectuar o pagamento com 2 cheques pré-datados (30 Set. e 30 Out.).

Nota: O cheque deve ser passado à ordem de Oficina Didáctica e enviado juntamente com a ficha de inscrição. Caso a inscrição não seja aceite, o cheque será devolvido.

Se desejar efectuar o pagamento por transferência bancária, por favor contacte-nos.

Organização e Secretariado

Oficina Didáctica
Rua D. João V, nº 6 B (ao Rato)
1250-090 Lisboa
Tel.: 213 872 458 - Email:
info@oficinadidactica.pt

Visite www.oficinadidactica.pt

(Copie esta ficha de inscrição para o Word, preencha-a e envie juntamente com o cheque)

Nome:

Morada:
Localidade:

Cod. Postal:

Email:
Tel.:
Telemóvel: Profissão:

Bilhete de Identidade Data de Nascimento ___/___/___ Naturalidade:
Nacionalidade
: Local trabalho: Tel. :

Pretendo inscrever-me no Workshop:

Pedagogia Waldorf: A Arte da Educação - (10 Out. ’09)

Junto envio Cheque
Cheque nº: do Banco: no valor de: € de / /200__

Cheque nº: do Banco: no valor de: € de / /200__

Li e aceito as condições de frequência indicadas em baixo

Data: / / 200__ Assinatura:

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- As acções têm um número limitado de formandos, sendo utilizado o critério da ordem de chegada;
· A OD reserva o direito de não aceitar inscrições que não venham acompanhadas do respectivo pagamento;
- A OD reserva o direito de adiar ou anular a acção se o número de formandos não atingir o mínimo requerido ou por motivos de força maior. Nestes casos, os valores já recebidos serão devolvidos, caso o participante não deseje frequentar a acção noutra data;
- As desistências deverão ser comunicadas por escrito;
- No caso de desistência, o formando só será reembolsado caso esta seja comunicada até 2 semanas antes da acção se realizar. Após esta data, não há qualquer reembolso, podendo no entanto a vaga ser ocupada por outra pessoa.
- No final da acção será entregue um certificado de presença, aos formandos presentes em pelo menos 85% das horas de formação.

Nota: Todos os dados fornecidos são considerados CONFIDENCIAIS e não serão facultados a entidades terceiras, excepto para efeitos de eventual auscultação por parte do Sistema de Acreditação, sujeita a uma aceitação dos visados. O formando tem o direito de, a qualquer momento, consultar, actualizar ou eliminar os seus dados pessoais. (Lei nº 67/98, de 26/10 – Lei de Protecção de Dados Pessoais).
|__| Não autorizo a utilização dos dados fornecidos para efeitos de eventual acompanhamento, auscultação ou informação da formação realizada pela empresa.