Do you speak English? | Parlais vous Français?

Banco do Tempo

Banco de Tempo

Conheça este projecto da GRAAL

O mistério dos favores em cadeia

Quem é que não se queixa de falta de tempo para resolver todos os problemas do dia-a-dia?
Quem é que não gostaria de poder ajudar mais os outros e de poder participar activamente na vida da sua comunidade?

Toda a gente, claro. Mas voltamos sempre à mesma questão: não há tempo. Ou melhor, não havia. Porque agora há uma forma de rentabilizar a sua boa vontade e o seu espírito solidário.

Basta abrir uma conta no Banco de Tempo. Uma conta pessoal com ganhos essencialmente colectivos.

O Banco de Tempo é um banco em tudo igual aos outros. Tem agências, horário, cheques, depósitos e a particularidade de utilizar o tempo como moeda de troca.

O Banco de Tempo funciona da seguinte forma: qualquer investidor que esteja disposto a dar uma hora do seu tempo para prestar um conjunto de serviços, recebe em retribuição uma hora para utilizar em benefício próprio.

Troca por Troca. Hora por Hora.

Agências em funcionamento:

Abrantes: Praça Raimundo Soares, Edifício Falcão, 18, 2200-366 Abrantes, Tel. 241 379 030

Alverca: Salão Nobre da Misericórdia, Rua Dr. Miguel Bombarda, 2615-125 Alverca, Tel. 934 160 724

Coimbra: Paróquia da Sé Nova, Largo da Sé Nova, 3000-213 Coimbra, Tel. 239 942 485, Bdtcoimbra@clix.pt

Foz - Porto: Junta de Freguesia da Foz, Rua Corte Real, 25, 4150-235 Porto, Tel. 226 180 513, btempofozdouro@sapo.pt

Funchal: Largo Jaime Moniz, 9054-521 Funchal, Tel. 291 202 280, bdtjm@mail.pt

Lumiar - Lisboa: Espaço Cultura da Junta de Freguesia do Lumiar, Alameda das Linhas de Torres, 277, 1750 Lisboa, Tel. 217 581 203, bancodetempolumiar@hotmail.com

Ponta Delgada: Câmara Municipal de Ponta Delgada, Praça do Município, 9504-523 Ponta Delgada, Tel. 296 304 424, claudiolopes@mpdelgada.pt

Portela: Ex Escola Vasco da Gama, 2685 Portela Loures, Tel. 219 446 417 / 193

Póvoa de Varzim: Rua Camilo, nº 42, 4990-485 Póvoa do Varzim, Tel. 967 278 061

Quarteira: Sítio da Abelheira, 8125 Quarteira, Tel. 289 310 270, fundacao.aleixo@mail.telepac.pt

Sintra: Rua Dr. Osório Vaz, Casa do Jardim, Casais de Mem-Martins, Tel. 219 260 144 / 938 115 938, bancodetemposintra@gmail.com

Torres Novas: R. das Chãs, nº 48, 2350-537 Torres Novas, Tel. 249 839 130, bdt.torresnovas@gmail.com

Valongo: Fórum Cultural de Ermesinde, Rua da Fábrica, 4445 Ermesinde, Tel. 229 731 585

Agências encerradas: Amadora, Ílhavo, Matosinhos, S. João da Madeira e Telheiras - Lisboa

e

Macedo de Cavaleiros (Câmara Municipal/ADIMAC),
Montijo (Junta de Freguesia),
e Pombal (Câmara Municipal/Centro Cultural).

Alguns exemplos de serviços a partilhar no Banco de Tempo

Acompanhamento de crianças: tomar conta de crianças, levar/buscar à escola, ajudar a fazer os trabalhos de casa, brincar;

Actividades recreativas: andar de bicicleta. caminhar a pé, jogar cartas, ténis, xadrez, animar grupos, tocar música. fazer de guia turístico, animar festas;

Ajuda doméstica: lavar o carro, a loiça, compras de supermercado, ir ao correio, à farmácia, pagar as contas, limpar o pó, passar a ferro;

Animais e plantas: jardinagem, acolher/tratar de animais/plantas nas férias, ajudar a dar banho a animais (gato, cão, etc.);

Bricolage: pequenas reparações, arranjos de carpintaria, de electricidade;

Companhia: acompanhamento ao médico, conversar sobre determinado tema, passear pela cidade, contar histórias, ler alto, ir a espectáculos, ao cinema, a exposições;

Cozinha: fazer um prato especial, cozinhar refeições para congelar;

Lavores: arranjos de costura, bordados, ponto cruz, croché/tricô;

Lições: ensinar a estudar, a descontrair, dar explicações, lições de jardinagem, informática, línguas, música, olaria, pintura, cozinha, decoração, dança;

Secretariado e burocracia: correcções literárias, processamento de texto, preenchimento de documentos, impostos. certificados;

Colaboração com o Banco de Tempo: apoio em actividades burocráticas da agência, ajuda na organização de momentos de convívio.

Quem pode aderir?

Podem ser membros todos os que se interessem e empenhem nas actividades do Banco de Tempo. Os menores deverão ter autorização do respectivo Encarregado de Educação.

Como se tornar membro?

Basta ir a uma entrevista na agência, tomar conhecimento do modo de funcionamento do Banco, preencher uma ficha de membro (indicando dados de contacto, pessoas de referência e serviços a oferecer e a pedir) e declarar cumprir as Regras de Funcionamento. Receberá um cartão de membro, cheques e uma listagem de serviços disponíveis na agência.

O que é que se paga?

Todos os membros têm de pagar anualmente uma quota de 4 horas, que vai para a \"conta\" da Agência.

Como trocar?

Quando alguém precisa de um serviço, contacta a agência. A agência vai procurar um membro que o possa realizar e em seguida procura a melhor forma de pôr ambos em contacto. Na altura da troca, ambos deverão apresentar os respectivos cartões de membro.

E quando não se está disponível?

Quando contactados pela agência para saber se podem prestar um serviço, os membros podem dizer que não estão disponíveis. Não são obrigados a aceitar o serviço. Mas, quem aceitou realizar um serviço compromete-se na prestação do mesmo, pelo que, caso não o possa fazer, deve informar o membro que está a contar consigo e/ou a agência.

Como é feito o pagamento do serviço?

No fim da troca o pagamento do serviço é feito através de cheque, em função do número de horas. Quem recebeu o cheque deverá enviá-lo à agência para que sejam feitos os movimentos às contas. Note-se que a hora é divisível em meia hora, fazendo-se um arredondamento por excesso (mais que 15 minutos), ou por defeito (menos que 15 minutos).

Quando é que se tem de dar/pedir?

O primeiro passo é pedir, porque só assim pode haver uma troca. O limite máximo de diferença entre horas recebidas e oferecidas é de 20 horas.

O que acontece em caso de faltas ou acidentes?

O Banco de Tempo não se responsabiliza pelo incumprimento dos membros ou por acidentes que envolvam bens ou pessoas ocorridos durante a troca de serviços entre membros. A troca implícita no Banco de Tempo assenta na lógica da boa vontade e dos serviços de vizinhança, pelo que quem oferece ou solicita determinado serviço deve ter presente o risco que lhe está inerente, o qual, no limite, é semelhante ao de um favor de um familiar ou amigo.

Incumprimento dos membros é qualquer falta de respeito pelas Regras de Funcionamento. As situações de incumprimento são analisadas pelo coordenador da agência em conjunto com o membro em causa, no sentido de encontrarem soluções para o problema. A falta de eficácia das soluções encontradas pode levar à suspensão temporária de utilização dos serviços, ou mesmo à expulsão do Banco de Tempo.

Sede: Rua Luciano Cordeiro, 24, 6º A, 1150-215 Lisboa
Tel. (351) 213 546 831
Email terraco@graal.org.pt

Na Estónia, chama-se Banco da Felicidade e em vez de dinheiro os clientes trocam boas acções. Assim ninguém paga pelas suas necessidades

\"Actualmente as pessoas relacionam-se através do dinheiro. Mas nem sempre foi assim, dantes trabalhávamos em equipa.\" A frase é de Tinna Urm, fundadora de um projecto peculiar. O Banco da Felicidade (BA), que vai surgir na Estónia em finais de Maio, é quase um regresso à economia da troca directa, que fez história antes do aparecimento da moeda. Não exige qualquer tipo de dinheiro aos seus clientes, apenas boa vontade.

Era um simples corte de cabelo, num apartamento modesto de Tallin, na Estónia ? mas ficou na história por ter sido a primeira transacção do BA. Peeter, um homem de meia-idade empregado numa empresa de tecnologia, quis mudar de visual. E conseguiu-o de graça: Nele, uma jovem artesã, não exigiu dinheiro nem géneros; limitou-se a fazer uma boa acção. Quem sabe mais tarde não venha a precisar de alguém que lhe vá fazer as compras.

Bons samaritanos Para se tornarem clientes, os candidatos devem registar-se online e elaborar uma lista do que sabem fazer. Podem ser tarefas simples ? passear um cão ou despejar o lixo ?, ou mais específicas, como consertar uma avaria mecânica. Depois é só preencher a lista das necessidades e aguardar que o banco faça o contacto. \"Queremos criar uma rede em que as pessoas não tenham de pagar por aquilo de que necessitam. É uma forma de as unir\", explica a fundadora, que vê no BA uma forma de criar uma nova moeda. O facto de ter surgido na Estónia, que tem uma taxa de desemprego de 7%, não é alheio à classificação do país na lista dos mais felizes da Europa: ficou em último lugar num ranking que utiliza dados da criminalidade ou a esperança média de vida como indicadores.

A troca de favores recíproca não é requisito obrigatório: um jovem pode fazer as compras de um vizinho idoso mesmo que ele não possa retribuir. Provavelmente, algum estranho o fará por ele. Além disso, quem faz a boa acção recebe uma nota a atestar as suas qualidades samaritanas. Só não fica mais rico

por André Rito, Publicado em 09 de Maio de 2009

Higiene Natural - Fraldas, não uso disso!!!!!!!!!!!!

Muito escrevi sobre os produtos químicos e os nosso bebés. Aqui fica uma ideia que penso experimentar e preservevar!

Fraldas: não uso disso!
Esperar até aos dois anos para tirar a fralda? Não tem de ser assim. Há pais que nunca chegam a pôr fraldas aos filhos e levam-nos à casa de banho desde o primeiro dia de vida.

O ritual repete-se todos os dias. Assim que Joana acaba de mamar, a mãe, Sylvia, levanta-se e leva-a à casa de banho. Sobre o lavatório, desaperta-lhe o babygrow, senta-a ao colo virada para a frente e diz a senha: «chichi, chichi, chichi».

Em poucos segundos, Joana começa mesmo a fazer chichi. «Boa bebé!», elogia a mãe, enquanto o pai, ao lado, bate palmas. Joana parece orgulhosa da sua proeza e ri-se mostrando as gengivas ainda sem dentes.

Com apenas três meses, Joana só usa fralda durante a noite e quando sai de casa durante períodos longos. No restante tempo, os pais reconhecem os sinais emitidos pela filha e levam-na à casa de banho sempre que ela mostra vontade.

O método tem vários nomes em inglês: “elimination comunication”, “diaper free”, “infant potty training”, “potty whispering”. As poucas traduções para português, utilizam a expressão «higiene natural do bebé».

A Diaper Free, uma associação sem fins lucrativos que promove o método por todo o mundo, descreve-o desta forma: «Assim como os pais aprendem a ler os sinais de fome e de sono dos seus bebés, podem também aprender ler os sinais de eliminação».

Muitos dos pais que praticam este método seguem o “attachment parenting”, uma pedagogia que tem como objectivo «criar laços mais fortes e emocionalmente saudáveis entre pais e filhos».

O “attachment parenting” baseia-se em oito princípios, entre os quais amamentar o bebé durante o máximo tempo possível, deixar o bebé dormir na cama dos pais ou pegar-lhe ao colo sempre que ele chora.

As primeiras vozes sobre as vantagens de não usar fralda logo a partir do nascimento terão surgido em 2001. A canadiana Ingrid Bauer é considerada a precursora do movimento e o seu livro

«Diaper free: the gentle wisdom of natural infant hygiene» (Sem fraldas: a sabedoria da higiene natural do bebé) é o mais famoso sobre o tema, tendo sido já traduzido em várias línguas. Os adeptos do “diaper free” lembram que já houve tempos em que não existiam fraldas e que, nessa altura, os pais controlariam as necessidades dos filhos quase por instinto.

Em algumas culturas, ainda é assim que funciona. Mas é algo tão natural, que nem tem um nome. No seu livro «A criança e a higiene», o pediatra norte-americano Berry Brazelton dá como exemplo as mães de etnia zinanteco, no sul do México. Estas mães, conta Brazelton, carregam os filhos às costas durante todo o dia e quando sentem que o corpo do bebé dá sinais de querer urinar ou defecar, respondem, levando-o a um local apropriado. Mais tarde, quando a criança começa a andar, já está condicionada a fazer chichi e cocó no sítio certo e é capaz de organizar-se sozinha. Apesar de ter conhecido estas mães, o pediatra considera que «na nossa cultura dominantemente higiénica, temos de encontrar outras formas de respeitar o papel da criança no treino da higiene». No mesmo livro, Brazelton é peremptório: «Antes dos dois anos a criança não está preparada para aprender a usar a casa de banho.»

Texto de Patrícia Lamúrias

Revista Pais & Filhos via http://familia.sapo.pt/bebe/etapas_de_desenvolvimento/outros/983960.html

Conheci duas pessoas que utilizaram este método com sucesso e isso dá-me motivação.

Obrigada Silva e Sandra

Mais sobre este assunto neste blog, aqui

Sobre os quimicos a que obrigamos os nossos filhos a estar expostos

Podemos pensar que estes estão presentes em pequena quantidades e não é grave mas os químicos da pasta de dentes associados aos do shampoo, gel de banho, sabonetes, cremes hidratantes, protectores solares (os mais tóxicos dos cosméticos), detergentes para lavar a roupa e a loiça, o chão, a banheira e as janelas etc, conservantes e todos os EEE dos alimentos ... mais - depois dos bebés nascerem - a exposição 24 horas por dia às fraldas, os químicos presents nas roupas, os formaldeídos dos móveis, a alimentação através de biberões, as chupetas, os mordedores, pratos, copos e brinquedos de plástico, palenas de alumínio e um sem fim de coisas que libertam tóxicos ... tudo isto junto desde o ventre até ... assim já dá que pensar, ou não?


O que podemos fazer?


1. Procurar informação

Aqui encontram um documento oficial e sintético sobre o assunto.

Conhecer os selos de sertificação de produtos naturais, aqui.


De acordo com a Greenpeace, são 10 os grupos de tóxicos a que estamos expostos diariamente:

- alquilfenóis, disruptores hormonais usados em cosméticos e outros produtos de higiene pessoal;
- ftalatos, que são prejudiciais ao sistema reprodutor e são usados principalmente para tornar o PVC maleável, encontrado em brinquedos, interiores de carros e cabos. Também é usado em perfumes e cosméticos, tintas, adesivos e vedadores;
- retardadores de chama, que interferem com as hormonas, usados como substâncias que retardam a propagação do fogo;
- parafinas cloradas, que podem causar cancro, usadas em tintas, plásticos e borrachas;
- organoestânicos, substâncias tóxicas ao sistema imunológico e usados como estabilizadores em plásticos (especialmente em PVC) e como tratamento contra mofo e poeira (ácaros) em alguns carpetes e pisos de PVC;
- bifenilas policloradas (PCBs), que podem causar problemas nos sistemas imunológico e reprodutor e são usadas em transformadores elétricos e capacitadores;
- hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (PAHs), que são potencialmente cancerígenos e mutagênicos são subprodutos da combustão incompleto de materiais orgânicos, tais como carvão, combustíveis a base de petróleo, lixo doméstico, etc;
- pesticidas organoclorados que causam uma variedade de problemas de saúde;

2. Não comprar produtos com componentes tóxicos (basta começar a ver os componentes dos produtos antes de comprar. Cuidado porque os produtos de farmácia e os específicos para bebé não são imunes aos tóxicos)

Alpha Tocopherol ou D-Alpha Tocopherol:
mutagénico; ligado a problemas do sistema reprodutor feminino, desde infertilidade a cancro nos orgãos reprodutores e deficiências no feto; um ou mais estudos mostram efeitos no cérebro e sistema nervoso com doses baixas; testes in vitro em células mamíferas mostram resultado positivo para mutação das células.

Alkyloamides:
geralmente identificados nos rótulos como:
Diethanolamine(DEA); Monoethanolamine(MEA); Triethanolamine(TEA), e por vezes precedido pelo nome "cocamide":
Classificados como tóxicos por alguns governos
Irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, etc)
Combinado com conservantes que contem formaldehyde torna-se cancerígeno- se misturado com agentes nitrosantes na pele ou no corpo após a absorção, pode formar compostos cancerígenos- perigoso para o ambiente (contaminação de água, ar e solos)
MEA - sensibilizador dos pulmões: pode instigar respostas do sistema imunitário, que incluem ataques de asma ou outros problemas pulmonares e das vias respiratórias ; suspeito de apresentar riscos para a reprodução humana e desenvolvimento do feto
TEA - suspeitas com evidências ainda limitadas de causar cancroBenzyl Benzoate:- fregrância química com uso restrito na UE; classificado como tóxico e prejudicial em produtos para usar à volta da boca e nos lábios; ligado a perigos para os trabalhadores que lidam com o produto, nomeadamente efeitos na saúde devido a exposição química.

Benzyl Salicylate:
fragrância química com uso restrito na UE; conhecido tóxico do sistema imunitário e alérgeno para o consumidor.

Complexo Chlorophyllin-copper:
Persistente e bio-acumulativo na vida selvagem; testes in vitro mostraram mutações cancerígenas de células mamíferas, particularmente ao nível do sistema reprodutor feminino.

Colorantes Artificiais, ou Fragrância, “Perfume”(se não for qualificado como um óleo essencial):
“19% das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias”
Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.

Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e vernizes de unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.

Cocamidopropryl Betaine:
sujeito a restrições no uso; conhecido tóxico do sistema imunitário; pode conter impurezas prejudiciais, nomeadamente Nitrosaminas, ligadas ao cancro; pode causar sensitização no contacto directo com a pele, com reacções alérgicas ao nível da pele e pulmões.

Hydrogenated Oils:
Altamente processados e refinados, estas gorduras hidrogenadas não oferecem nenhum valor para a pele, e têm sido ligadas a doenças de coração devido ao endurecimento das artérias.

Lanolin:
Um produto derivado da lã de ovelha que tem sido ligado a sensibilidade da pele, devido a resíduos de pesticidas.

Methyldibromo glutaronitrile:
“..não foi estabelecido nenhum nível seguro de uso de methyldibromo glutaronitrile(MDBGN) em produtos cosméticos…é recomendado que não seja usado em nenhum produto cosmético”Nos últimos anos a EU tem reduzido o nível de uso permitido a este conservante para 0,1% em produtos de lavagem, mas ainda é comummente usado.

Nanopartículas:
Embora ainda não haja provas concretas, existem preocupações quanto a possíveis perturbações da química corporal.

Parabenos (butylparaben, ethylparaben, propylparaben, methylparaben…):
Para além de suspeitas de irritabilidade da pele, o uso de parabenos foi recentemente ligado ao cancro da mama, tendo sido encontrados vestígios destes conservantes em amostras de tumores.

Óleos de Petróleo (petrolatum, parafina líquida, óleo mineral):
· criam uma barreira na superfície da pele que bloqueia os poros, não deixando a pele respirar
· aceleram o processo de envelhecimento da pele ao encorajar a geração de radicais livres
· na União Europeia o uso de Petrolatum é muito restritivo - potencialmente contaminado com químicos ligados a cancro ou outros problemas graves de saúde (pode conter determinadas impurezas que podem causar cancro da mama)
· tóxicos para o ambiente

Propylene Glycol (derivado do petróleo):
· irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias)
· solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente na pele, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea

Sodium Hydroxide ou Soda Caustica:
testes in vitro mostram mutação cancerígena de células mamíferas; irritante da pele e dos olhos; extremamente tóxico para os trabalhadores, é corrosivo e causa queimaduras severas em contacto com a pele e inflamação dos pulmões se inalado.

Sodium Hydroxymethylglycinate:
pode estar contaminado com impurezas tóxicas, nomeadamente Formaldehyde, conhecido cancerígeno.

Sodium Lauryl(eth) Sulphate (ou outros sulfatos)
O sodium lauryl sulphate é usado em diversos estudos clínicos como um irritante da pele.Podem conter 1,4 dioxane, um potencial carcinogénico e perturbador do sistema hormonal.
Está presente sobretudo nos champoos e gel de banho
Exemplos de produtos que contém SLS: gel de banho da Sanex, os sabonetes líquidos do Carrefour e Feira Nova (produtos brancos) e o shampoo da Dove

LSS
Esta substância faz parte da composição da maioria dos champôs, pois os fabricantes utilizam-na por ela produzir muita espuma a baixo custo. No entanto o LSS é usado para lavar chão de oficinas (é um desengordurante).
Exemplos de produtos que contém LSS: Palmolive, Paul Michell, Organics, Revlon Flex, Dimension o novo HernoKlorane champô, pasta dentífrica Colgate (bubbles),Johnson's Baby

Chumbo:
Está presente nos batons e em centenas de outros produtos.
"o chumbo... é uma neurotoxina comprovada, vinculada a problemas de aprendizagem, linguagem e comportamento... abortos espontâneos, fertilidade reduzida, tanto nos homens, como nas mulheres, mudanças hormonais, irregularidades no ciclo menstrual e atrasos no início da puberdade das meninas". Esta é a substância que mulheres e raparigas se aplicam e reaplicam todos os dias sobre a boca e que vão ingerindo ao passar a língua pelos lábios. (saber mais aqui)

Triclosan:
antibacteriano usado em desodorizantes, produtos de higiene bucal e de lavagem vaginal, sabões líquidos e roupas. Pode converter-se em dioxinas (substâncias cancerígenas) em algumas condições, e é tóxico para o ambiente aquático. A legislação europeia limita a quantidade de triclosan por produto cosmético (um 0,3% de composição máxima autorizada)

AHAs:
ou alfa-hidroxi ácidos, usados como exfoliantes, hidratantes e suavizantes. A sua capacidade de “pelar” a capa mais exterior da pele deu-lhe fama como rejuvenescedor, ainda que depois de ser comercializado durante algum tempo nos USA tenha surgido uma conjunto alargado de denuncias sobre os seus efeitos adversos. Não se sabe o que pode causar a longo prazo mas, devido às suas características, suspeita-se que pode aumentar a sensibilidade ao sol, provocando o envelhecimento da pele e incrementando o risco deste tipo de cancro.

BHT (Butilated hydroxytoluene):
são essencialmente usados como conservantes e antioxidantes. Estão identificados como possíveis alergénios e forma ligados a eventuais efeitos comportamentais, problemas de reprodução e não são permitidos em comida para bebés.

Tolueno:
Comummente encontrados em lacas e vernizes para unhas, podendo os seus efeitos ser particularmente preocupantes para pessoas que lidem com produtos desta natureza com regularidade. É irritante para a pele e tóxico para o sistema nervoso central, os olhos, o fígado e os rins.



3. Comprar produtos que que não são fabricados com ingredientes tóxicos


Para consultar ou comprar em Portugal:
- nozes de saponária
- Distribuidor de cosméticos naturais Rita C
- Be more natural - algoão, toalhas, tampões, cométicos etc...
- Efeito verde - de tudo um pouco
- Equação - Comércio Justo
-
Fraldas de Pano/ reutiizáveisou de produtos naturais/biodegradáveis



4. Implementar algumas destas medidas

- Manter o edifício ou a habitação bem arejados para evitar a acumulação de poluentes.
- Utilizar plantas de interior pois conseguem fixar poluentes existentes no ar.
- Nunca deixar o carro a trabalhar na garagem.
- Evitar a acumulação de poeiras.
- Escolher os produtos de limpeza menos tóxicos e utilizá-los convenientemente.
- Não utilizar tintas com metais pesados; não podendo evitar, fazê-lo em local bem ventilado.
- Na colocação de carpetes ou realização de pinturas garantir boa ventilação durante vários dias.
- Não utilizar insecticidas ou pesticidas.
- Evitar o uso de ambientadores (cuidado com os insensos químicos, as velas aromáticas etc...).
- Não utilizar produtos contendo amianto, as fibras libertadas são cancerígenas.
-Se comprar mobiliário novo prefira madeira maciça.
- Permitir sempre que o mobiliário novo apanhe ar antes de o colocar numa das divisões da casa onde passa mais tempo (exemplo, quarto do bebé). Arejar muito bem a divisão onde se encontram os móves novos durante, pelo menos, um mês. Assim diminui a possibilidade de contaminação por formaldeídos.
-Para o revestimento do solo, prefira materiais maciços ou azulejo, em vez de parquet flutuante com camadas isolantes. Prefira tapetes com uma base têxtil e não de espuma sintética.
- Para o isolamento, a cortiça, a lã, o linho e outras fibras naturais são mais indicados do que a fibra de vidro ou lã de rocha.


Fontes:
Dicas para o teu dia a dia
Relatório "Veneno Doméstico" da Greenpeace
Nutir-me de
Quercus
Rita C Blog

Deco Proteste
Quero um mundo mais justo







Gengivite Gravítica

Já escrevi sobre o assunto neste post mas dada a persistência do problema e a falta de soluções, decidi dedicar-lhe um post inteirinho.

É muito fácil encontrar descrições mais ou menos completas sobre o que é a gengivite gravítica:

Por definição gengivite é a inflamação da gengiva e gravítica quando esta surge durante a gravidez.
Trata-se de alterações hormonais que surgem durante a gravidez, que pode ser devido a um agravamento da gengivite ligeira já existente.
As náuseas frequentes da grávida, bem como, o inchaço e o sangramento típico da gengivite, além de dificultarem a escovagem diária tão importante, é um desconforto constante da grávida, que pode ser minimizado com o acompanhamento do Médico Dentista. (http://www.lagodecarvalho.com/consultorio/faq.html)

É inclusivamente fácil encontrar referências sobre as influências da gengivite no peso do bebé, na possibilidade de esta provocar abortos e problemas no feto etc... não vou aqui colocar nenhuma dessas referências pois não me parecem fidedignas.

No meu caso, uma vida inteira de tabagismo e o facto de não ter feito uma visita ao dentista antes de engravidar devem ter dado uma ajuda ao quadro em que me encontro.

Fiz uma visita ao dentista na semana em que soube que estava grávida (6 semanas de gestação) e tudo parecia bem mas....

O que consegui perceber:

- Durante o período em que interrompi as vitaminas pré-natal senti o aumento dos problemas nas gengivas. Penso que isso pode estar relacionado com alguma carência de B12 dado que como pouca carne e nenhum leite;

- O medicamento receitado pelo dentista, o Hextril, piorou em muito o meu estado porque irritou as gengivas ainda mais. Este produto é excessivamente abrasivo para poder ser utilizado em continuidade. Para além disso, confere aos dentes uma colocação cinzenta muito feia;

- Com o elixir Bexident o resultado foi o mesmo que com o extril - gengivas inchadas e doridas;
- O gel Bexidente (tanto o de aplicação após escovagem como o de escovagem) parecem menos abrasivos mas não surtem qualquer efeito;

- Durante algum tempo também senti melhoras com o Maxius. O líquido para gargarejos é mais eficaz do que o pulverizador bucal que não parece surtir qualquer efeito;

- A pomada PARODIUM refresca e dá alívio imediato mas a longo prazo acaba por se revelar inutil;

- As pastas de dentes são também muito abrasivas (para além de os seus sabores e odores me enjoarem profundamente). Desde o início da gravidez que alterno entre a pasta dentífrica de ratânia da Weleda (Só consegui encontrar a extensão BR da qual não consta a pasta dentífrica a que me refiro) e outras para sentes sensíveis.

- Encontrei algum alivio numa mistura de água oxigenada e água (umas gotas de água oxigenada para meio copo de água). Sei que pode ser utilizada água oxigenada a 70 volumes mas como tive algum receio utilizei a de 10 vol. pelo que percebi a água oxigenada tem mil e uma aplicações e quanto aos dentes e gengivas faz o mesmo efeito que o Hextril e outros;

- Até ao momento o que parece resultar melhor são os gargarejos de 5 gotas de própolis puro em meio copo de água morna. Alivia a dor e estanca o sangue.

- O Balsamo de Silicea também parece ajudar quando gargarejado mas não me parece que vá ter grandes efeitos a longo prazo.

Desde a visita ao dentista que a higiene oral diária inclui escova de dentes para pós operatório, fita dental (mais achatada do que o fio dental e que magoia menos) e escovilhão (para mim foi uma novidade e é excelente só que farto-me de sangrar. )

Tudo sobre fita dental e escovilhão, aqui.

Curso de Reflexologia para Bebés e Crianças | 21 a 23 de Julho

Curso de Reflexología Podal para bebés e Crianças

Por Mauricio Kruchik

Reflexologista, Doula e Educador Prenatal

Presidente do Forum Isrealita de Reflexología

Introdução

A Reflexologia podal é uma terapia efectiva, inocua e agradável, que estimula os orgão do corpo humano para que este encontre a sua harmonia e se cure a si proprio.

Não é necessário estar doente para beneficiar da Reflexologia.

Qualquer pessoa, em qualquer idade a pode recever, desde recem-nascido até uma pessoa mais idosa.

A reflexologia conta já com muitos testemunhos a seu favor, de pessoas que sentiram os seus benefícios. O principal: o bem estar do ser humano. O segredo: a sua simplicidade e o prazer que é receber-la, a sensação de satisfação do proprio corpo e o calor humano que se recebe da pessoa que o facilita.

Para bébes e crianças

A Reflexologia não é somente indicada para crianças... mas sim largamente recomendada. Porquê?

Por muitos motivos, dos quais iremos citar alguns, que são na sua essencia os mais importantes.

Primeiro, fortalece a relação Mãe/Pai e filho, já que o contacto físico, a mensagem de prazer e calor humano é uma formidavel forma de comunicação. A criança sente-se apoiada desde os seus primeiros dias.

Importante: muitas das situações de que a criança pode sofrer durate os primeiros meses de vida são reflexo imediato de carencias emocionais que a criança desenvolve por falta de contacto!

Segundo, ajuda o recem-nascido a adaptar o seu organismo ao seu novo meio de vida, à sua nova alimentação, acalmar angustias e ansiedades, ajuda-o a dormir, e principalmente... previne as colicas e a acumulação de gases. Os pais que tenham passado noites sem dormir com os filhos nos braço, sabem bem do que falamos....

Datas e horarios:

21/7 (terça) 9:30-13:30
22/7 (quarta) 9:30-13:30
23/7 (quinta) 9:30-13:30

Programa:

1º dia
- O que é a Reflexología.
- Mapa de Reflexología de rápido entendimento.
- Regras a ter em conta durante uma massagem de reflexologia
- Regras a ter em conta numa massagem de reflexologia para bébés.
- Simulação de uma massagem de reflexologia.

2º dia
- Serão ensinadas diferentes tecnicas de trabalho, sempre com as respectivas
explicações, sobre cada rotina, de como tratar diferentes situações que aparecem na saude dos pequenos, como por exemplo:
- Colicas e gases
- Angustias
- Favorece a respiração
- Dores de ouvidos
- Dores de garganta
- Regulação da temperatura
- Stress
- Sono
- etc...
Faremos também uma sessão de massagem de corpo inteiro no bébé, onde serão feitas demonstrações com algumas dicas uteis.

3º dia
- Avaliação da pratica realizada no dia anterior:
- Dormiu melhor?
- Melhorou o estado geral?
- Esteve mais tranquilo?
- Teve alguma outra reacção?

- Periodo de perguntas abertas ao formador.


Publico alvo: Pais e avós de bebés e crianças

Profissionais de saude

Doulas


Este curso não está desenhado para a formação de Reflexologista, mas sim facilitar uma ferramenta aos pais, educadores e profissionais de saúde para auxiliar no crescimento mais saudavel das crianças.


Investimento: 180€ (inclui pai, mãe e filho)

Data limite das inscrições: 30 Junho (Inscrições limitadas)

Local da formação: Consultório Rafael (Av. Almirante Reis, nº 82 -1Esq).

Para mais informações e pré-inscrição contactar com Fernanda Francisco:

Email: Reflexologia.infantil@gmail.com

Telefone: 962825529 (Fernanda Francisco)

Sobre o Formador: Mauricio (Mosche) Kruchik

Fundador da Maternityreflexology.net.

Nasceu no Uruguai e reside actualmente em Israel, onde dirige a sua clinica “Carelife Wellness Center” em Kfar Saba.

Formado como reflexologo, aromaterapeuta e terapeuta na gravidez e nascimento (com merito) no “the MediCin College of Complementary Medicine” em Tel Aviv, Israel.

Qualificado como educador no nascimento no “Dyada Center for Parenthood and Birth” em Tel Aviv, Israel.

Trabalhou em hospitais como reflexologista de adolescentes com problemas de paranoia e esquizofrenia além de outros disturbios do comportamento e trabalhou ainda com parturientes nas salas de parto enquanto Doula, fazendo o acompanhamento dos nascimentos juntamento com os casais partilhando esses momentos especiais.

Como formador, tem realizado varios cursos desde Israel, Espanha, Irlanda, Irlanda do Norte, Dinamarca, Inglaterra, entre outros.

Orador convidado em conferencias internacionais pelos varios cantos do mundo:

- Orador convidado no Scottish Institute of Reflexologists AGM em Dunblane, Scotland, em 2003
- Orador convidado Irish Reflexologists’ Institute AGM em Belfast, Northern Ireland, em 2004.
- Orador convidado no AoR (Association of Reflexologists of the UK) seminario em Setembro 2004 em Londres
- Orador convidado em BellaSalud 2004, convidado através de AER, Spanish Association of Reflexologists.
- Orador na primeira conferencia holistica em Montevideo, Uruguay, in 2005.
- Orador convidado no ICR (International Council of Reflexologists) Conference "Simply the best" em Cairns, Australia, em Setembro of 2007.

Mais informações em www.maternityreflexology.net

Mais informações em www.maternityreflexology.net

Fonte: Doulas de Portugal via Rituais Maternos

De regresso ao mundo dos tecidos


Apple & Eve via made by girl.

Palestra sobre alimentação e saúde infantil, aula de culinária para pais e atelier criativo para crianças| Instituto Macrobiótico | 30 e 31 de Maio


ALIMENTAÇÃO E SAÚDE INFANTIL - programa para pais e filhos com Eugénia Varatojo, Francisco Varatojo e Sandra Dias

Neste fim-de-semana, traga as suas crianças consigo para um programa original no IMP.

Pela primeira vez, o IMP irá realizar um workshop inovador para pais e filhos. A ideia é proporcionar um tempo divertido às crianças, enquanto os pais aproveitam para aprofundar os seus conhecimentos sobre saúde infantil. O programa inclui um delicioso almoço em conjunto.

Programa para crianças: ateliê de expressão criativa
Programa para pais: Palestra sobre Saúde Infantil e aula de culinária
Almoço conjunto entre pais e filhos


Expressão Criativa: Um ateliê que potencia as capacidades de expressão, imaginação e comunicação da criança, desenvolvendo os seus interesses e aptidões. Através das mais variadas linguagens criativas (pintura, expressão corporal, dramática e musical), pretende-se expandir o acto criativo das crianças.


Saúde Infantil: nesta palestra, Francisco Varatojo irá falar de saúde infantil, a partir de uma abordagem mais natural. Os temas desenvolvidos ajudá-lo-ão a lidar da melhor forma com a saúde e a doença dos seus filhos, obtendo uma compreensão mais abrangente sobre estas duas faces do processo de reequilíbrio do organismo humano.

Aula de Culinária para Pais: Uma aula para todos os pais que querem saber mais sobre alimentação para bebés e crianças. Aprenda a cozinhar para os seus filhos de forma saudável, equilibrada e saborosa, evitando os alimentos extremamente processados e optando por ingredientes naturais.


Data: 30 e 31 de Maio, das 10h às 15h

Preço:

100€ - Adultos

35€ - Crianças (até aos 12 anos)

55€ (dos 13 aos 16 anos)

Este valores têm os almoços incluídos


Instituto Macrobiótico de Portugal
Rua Anchieta, 5 - 2º Esq.
1200-023 Lisboa
Tel. 21 324 22 90
Fax. 21 324 22 91
E-mail: info@e-macrobiotica.com
www.e-macrobiotica.com

Momentos extraordinários!

Porquê registar os nossos dias?Porque é bom comemorar!
Porque o que é bom registar o que nos sabe bem!

Porque me ajuda a perceber a bênção que são os nossos dias e a ser grata por eles!

Porque me ajuda a lembrar - e avaliar - se as opções que fazemos são as melhores para nós!

Porque me ajuda a responder, abreviadamente e de sorriso nos lábios - "ohhhh, muiiiiiitas coisas" -  sempre que nos perguntam, com ar consternado, "não vai à escola? Então o que fazem todo o dia? E tu não te aborreces?"

 O que fazemos todo o dia, e como são os nossos dias?  

Sem a memória visual que constituem os milhares de fotos que fomos tirando ao longo dos últimos anos, eu não seria capaz de responder a estas perguntas.

Ainda há pouco tempo me questionada sobre a qualidade dos meus dias e das vivências que proporcionava ao meu filho. Não estaria ele melhor na escola? Foi por recorrer ao nosso gigante arquivo fotográfico - bendita a hora em que comecei a registar tudo - que percebi a quantidade e a qualidade das vivências , as aprendizagens, das experiências dos últimos três anos das nossas vidas, os primeiros da vida do Sebastião.


Foram anos, meses, dias, repletos de momentos extraordinários, daqueles cuja lembrança enchem o coração e deixam uma lágrima de emoção no canto do olho.

Se há muita coisa que mudaria? Seguramente que sim, não só mudaria como já estou a mudar, fazendo sempre escolhas que me permitam um dia-a-dia mais tranquilo e feliz.

Assim sendo, comprometo-me a viver, momento a momento, mais três anos extraordinários, feitos de meses, semanas, dias e momentos excecionais, porque todos merecemos uma vida extraordinária!

Talvez um dia tenha tempo para explanar o que me trouxe até aqui, enquanto esse dia não chega estes textos, simples e inspiradores.


Living in Moments instead of whole days - Sandra Dodd

Moments instead of Days - Sandra Dodd 

Being with your child - Sandra Dodd

Mindful Mothering: The Art of Being Present - Sandra Dodd

A little advice on relaxing and bonding - Sandra Dodd


E porque já é de manhã e me espera mais um dia cheio de surpresas, despeço-me citando Louise Hay:


"As you prepare for a wonderful night's (manhã :) sleep, send love out to everyone and to yourself, then affirm "I lovingly release the day and slip into peaceful sleep, knowing tomorrow will take care of itself.""



Tenham um dia exce(p)cional!

 Gratidão ♥ *•.¸Paz¸.•♥•.¸Amor¸.•♥•.¸Sabedoria¸♥ •.¸Prazer¸.•♥•.¸Alegria¸.•♥•.¸¸ Vida

Massagem períneo a partir da 34ª semana da gravidez

Massagem ao períneo trocado em miúdos


- Usa óleo de gérmen de trigo. Inroduz os polegares na vagina.

- Depois de a teres alargado um pouco e espalhado o óleo, usa dois dedos de cada mão, esticando suavemente a vagina, faz o movimento na direcção do anus, em forma de "U"

- Começar 6 semanas antes do parto


Reeita de óleo para massagem ao períneo: Mistura 3 gotas de lavanda, 1 de gerânio em 30 ml de óleo de gérmen de trigo


Massagem ao Períneo (agora como deve ser)

Quando pensamos em como se pode evitar a episiotomia no parto normal, raramente pensamos em alguma coisa além do que os médicos ou as enfermeiras podem fazer por nós. Há muita coisa que podemos fazer por nós mesmas!

A massagem no períneo no período pré-natal tem-se mostrado eficaz na prevenção da necessidade da episiotomia e na diminuição das lacerações que a mulher pode ter durante o parto.

Essa técnica é usada para ajudar no alongamento/flexibilidade e preparar a pele do períneo (parte de pele, músculos etc. entre a vagina e o ânus) para o parto.

Essa massagem não vai apenas preparar o tecido do seu corpo, mas vai também permitir que você conheça e aprenda sobre as sensações do parto e como controlar esses poderosos músculos. Este conhecimento a auxiliará ao preparar-se para dar à luz o seu bebé. O conhecimento do que você sente nessa região do corpo vai ajudá-la a manter-se relaxada e a relaxar o períneo no parto e também durante outros exames vaginais que tenha que fazer em sua vida.

INSTRUÇÕES:

- Encontre um lugar onde se possa sentar e estar sozinha, ou com seu parceiro, ininterruptamente.

- Tente ver seu períneo com ajuda de um espelho, note como ele é. Nem sempre será necessário um espelho para essa tarefa!

- Pode usar compressas com toalhas mornas no períneo por 10 minutos, ou tomar um banho morno (de banheira, assento, ou chuveiro, em último caso), caso precise relaxar.

- Lave as suas mãos e peça ao seu companheiro para fazê-lo também, caso ele a ajude nas massagens.


- Lubrifique seus dedos polegares e o períneo. Você pode usar muitos tipos de lubrificantes: Gel Lubrificante Íntimo (encontrado nos hipermercados e farmácias), KY Gel®, óleo de vitamina E, óleo vegetal puro (óleo de semente de uva é uma boa indicação!), etc.

- Coloque seus dedos polegares um pouco dentro de sua vagina, empurre-os para baixo e pressione para os lados. Deve sentir um leve estiramento, formigamento, ou uma leve queimação, mas nada que seja dolorido. Mantenha esse movimento por 2 minutos ou até que região fique levemente adormecida.

- Se sofreu uma episiotomia ou lacerações prévias, preste especial atenção ao tecido de cicatrização que, geralmente, não é tão elástico e é onde a massagem deve ser feita mais intensamente, com cuidado.

- Massage em volta e por dentro da região mais externa da vagina e seus tecidos, onde ela se abre, e mantenha sempre a lubrificação.

- Use seus polegares para puxar um pouco os tecidos, forçando-os a abrirem-se, imagine como seria se a cabeça do seu bebé estivesse fazendo esse movimento na hora do parto.

- Se seu parceiro estiver fazendo a massagem, pode ser muito útil que ele use os polegares. A sensação pode ser mais bem percebida por você, mas não deixe de guiá-lo com suas sensações para que ele saiba qual a pressão que deve utilizar. Nesta massagem, quando ela está sendo feita pelas primeiras vezes, é comum que seja possível usar somente um dedo, até que a musculatura seja trabalhada e possa ser estendida.

ATENÇÃO:

1. Evite mexer no ou abrir o orifício da uretra (logo acima da vagina) para evitar infecções urinárias.

2. Não faça massagens no períneo se você tiver lesões ativas de herpes (isso pode causar o aumento da área das lesões).

3. Pode começar essas massagens em torno da 34a semana de gravidez. Se já passou da 34a semana e ainda não começou, não desista! A massagem pode trazer-lhe benefícios ainda assim. Pode fazê-la pelo menos uma vez por dia.

4. Lembre-se que a massagem sozinha não vai proteger seu períneo, mas ela é parte de um grande esquema. Escolher uma posição vertical para parir (de cócoras, de joelhos, sentada etc.) favorece a distribuição de pressão no períneo. Se escolher parir deitada de lado, isso também reduz muito a pressão no períneo. Deitada de costas, totalmente na horizontal, é a posição para parir em que há mais chances de se provocar lacerações e necessidade de episiotomia.

Fonte: http://pregnancy.about.com/library/weekly/aa103199.htm via Humpar via, consequentemente

As fontes de ácido fólico, cálcio e ferro

Finalmente temos informação suficiente sobre o que comer para obter o máximo de ácido fólico durante a gestação. Curiosamente, nenhum médico me soube informar sobre isto, será que na faculdade não aprendem nada sobre alimentação e saúde?


As fontes de ácido fólico:

- Germem de trigo;
- Vegetais de flhas verdes crus ou ligeiramente cozinhados (cuidado com a lavagem correcta dos alimentos crus por causa da toxoplasmose - os espinafres interferem com a absorção de cálcio)
- levedura de cerveja (interfere com a absorção do cálcio);
- extratos de leveduras;
- nozes;
- ervilhas;
- laranjas;
- tâmaras;
- abacates;
- cereais integrais (não é daqueles de pequeno almoço :) é arroz, aveia, centeio etc... integral)

As fontes de Cálcio:
Uma falta de cálcio pode levar a caimbras, dores de costas, alta tensão arterial, dores de parto e pós-parto intensas, osteoporose, problemas dentários e eclampsia.

A assimilação do cálcio depende do exercício físico, stress, acidez durante a digestão, e da disponibilidade de vitaminas A, C, e especialmente D, magnésio e fósforo, na dieta e no corpo.

Obter as 1000-2000 mg que precisas diariamente não é muito difícil com a ajudas dos alimentos certos:
- as algas (especialmente o kelp);
- sésamo, que é melhor assimilado moído ou em tahin;
- vegetais de folha verde escura (ex. acelga ou couve portuguesa),
- a maioria das verduras selvagens são abundantes em cálcio (ex. malvas, bistorta, urtiga); a folha do amaranto e o dente-de-leão têm ambos mais cálcio por 100g do que o leite.
- melaço de cana
- frutos secos (ex. nozes, avelãs).
- muitos frutos também são ricos (ex. figos, tâmaras papaia, passas, ameixas e as bagas de sabugueiro).
- nozes
- feijões de soja fermentados/ miso
- figos secos

Casca de ovo demolhada em vinagre de cidra, liberta o seu cálcio no vinagre. Uma colher de sopa cheia diluída em água fornece cálcio e é boa para enjoos matinais.

A infusão de folhas de framboesa, contem cálcio na sua forma mais facilmente assimilável. Além do mais a sua assimilação é facilitada pela presença de fósforo e vitaminas A e C nas folhas.

Salsa fresca e agrião são boas fontes de muitos minerais incluindo cálcio, fósforo e vitaminas A e C.

Quanto mais elevada a acidificação do organismo, maior a descalcificação. Assim sendo deve-se evitar os alimentos transformados (fast food).

Outros almentos acidificantes: carne, peixe, moluscos e vivalves, ovos, queijos, lentilhas, cebola, castanha-do-pará, amendoins, nozes, pão, todos os tipos de cereais, farinhas e massas, mandioca, cacau.

Curiosamente, e ao contrário do que diria o senso comum, as frutas e mesmo as frutas mais ácidas, são alcalinizantes e não acidificantes do organismo.Para que se consiga mater o PH do organismo equilibrado, pode-se inserir na alimentação alimentos alcalinizantes como a fruta, todos os vegetais, mel, melaço, natas e todos os tipos de leite,

As fontes de ferro:
- nozes
- legumes
- cereais
- frutos secos
- melaço
- vegetais de folha verde
- algas


A vitamina C facilita a absorção do ferro.
O chá, café, excesso de farelos e fosfatos impedem-na.

Se a quantidade de hemoglobina nas análises é inferior a 12 g/dL considera-se que há uma deficiência em ferro.
Evitar os suplementos de ferro na forma de sulfatos ou óxidos de ferro, que são mal absorvidos, provocando mudanças nas fezes (ficam mais escuras e duras), ao contrário do gluconato de ferro mais absorvíveis.
Comer em grande quantidade ervas como urtiga, fel-da-terra, dente-de-leão (raiz) e kelp (uma alga). No entanto a melhor fonte é a carne vermelha.
Há quem defenda que a interrupção da menstruação durante a gestação compense a necessidade extra de ferro.

Fontes:
- The vegan Society, Guia prático de Veganismo durante a gravidez e a infância, tradução e adaptação de Edições Frenéticas, 2002
- http://consequentemente.wordpress.com/2008/09/11/alimentos-acidificantes-e-alcalinizantes/#comments

Bionade


Bionade é um refrigerante biológico não alcoólico ideal para quem procura uma alimentação equilibrada e natural mas quer refrescar os dias quentes!!

É mesmo muito bom

vende-se na Biocoop, Projecto 270 e ....

Resumo do encontro Trocal dedicado à gestação e 1ª infância

Bem sei o quanto é difícil fazer resumos de sentimentos e emoções e é verdade que o encontro de Sábado (23 de Maio) foi essencialmente partilha de sentimentos, bem temperados com sonhos, desejos, conhecimentos e, claro, os medos desta aventura da gestação e da parentalidade.

O encontro do Trocal dedicado às mães, pais, avós e tod@s @s amig@s das crianças, foi um foi um dos momentos mais felizes da minha gravidez e para isso muito contribuiram a Sara, a Violeta, a Gaia e o Sana que passaram o dia alegremente em convívio e me fizeram ver que quanto mais simples a vida de um bebé, mais feliz.

Muitos são os pontos de reflexão que tenho para amadurecer:

Gestação:
- Massagem do períneo com óleo de germem de trigo
- Alimentação na gravidez: os chás;

Parto:

- Plano de parto
- Parto hositalar versus parto domiciliário;

Pós parto e 1ª infância:

- Massagem dos bebés;
- Vantagens do contscto do bebé com o ventre materno - o pano;
- Banho do bebé no pós parto - Recomendação da OMS é para ser, no mínimo, 6 horas depois;
- Partilha da cama;
- Amamentação (http://consequentemente.wordpress.com/)
- Vacinação antes dos 2 anos e meio não!
- Alimentação macrobiótica na 1ª infãncia

- Higiene natural:

- A utilização dos creme para as assaduras das fraldas e a exposição ao zinco;
- Limpar a casa com produtos naturais evitando a exposição a produtos toxicos;
- O plástico, PVC - derivados de petróleo e os ftalatos - crianças submetidas aos produtos toxicos do plástico desde os 1º´s 5 minutos de vida;
- Mobiliário novo e os formaldeídos;
- As diversas utilizações do leite materno;
- A utilização da lã de cura;
- Bebés sem fraldas: benefícios e técnicas;


Tudo isto vai-e dar muito que pensar, pequsar, conversar. Temos que fazer mais encontros para aprofundar estas coisas.

Fotos dos trocais aqui

Lista de discussão: http://mail.trocal.pegada.net/mailman/listinfo/maesepais_trocal.pegada.net

Contacto: Maesepais@trocal.pegada.net

Até breve